Advanced Warfare deve vender muito menos do que Ghosts, afirma analista

Advanced Warfare deve vender muito menos do que Ghosts, afirma analista

Último Vídeo

Embora prometa trazer uma renovação à série, Call of Duty: Advanced Warfare não deve conseguir obter os mesmos resultados de vendas que outros títulos lançados no passado. Quem afirma isso é o analista Arvind Bhatia, da Sterne Agee, que prevê que o título vai ter 3 milhões de cópias a menos enviadas às lojas em comparação com Call of Duty: Ghosts — um declínio de 15% em questão de um ano.

Apesar da análise pessimista, Bhatia afirma que elementos como uma boa recepção da crítica especializada em relação às versões prévias do título podem ajudar o game a ter um desempenho melhor do que o esperado. Outro fator que deve ajudar a Activision nesse sentido é a ausência de concorrentes diretos como um título da série Battlefield, da Electronic Arts.

Entre os fatores que levaram à previsão está o fato de que tanto o PlayStation 3 quanto o Xbox 360, consoles com grande base instalada, testemunharam uma diminuição na venda de softwares. Enquanto a plataforma da Sony vendeu 50% jogos a menos em relação ao ano passado, o video game da Microsoft testemunha um declínio de 46% nesse sentido.

Apesar de muitos consumidores planejarem fazer o upgrade para o PlayStation 4 ou o Xbox One, o adiamento de vários títulos para 2015 pode fazer com que essa troca seja adiada — o que deve prejudicar a franquia Call of Duty. Além disso, o analista também leva em consideração a fadiga que os fãs de longa data da série podem estar sentido após vários capítulos com características bastante semelhantes entre si.

Futuro da Activision parece promissor

Mesmo que as perspectivas em relação à série de tiro em primeira pessoa não sejam exatamente positivas, Bhatia se mostrou otimista em relação ao futuro da Activision como um todo. Segundo ele, muito disso se deve ao fato de que o portfólio de softwares da companhia está se diversificando graças a títulos como Destiny e Hearthstone — isso sem contar a chegada iminente de Diablo 3 e Call of Duty Online ao território chinês.

“Nosso ponto é que a Activision, conhecida primariamente por Call of Duty e World of Warcraft no passado, agora possui um portfólio mais forte e diversificado e uma presença em mais plataformas (Android e iOS) do que nunca”, finaliza o analista de mercado.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.