Analista de Wall Street afirma que empresas cobram pouco por games
225
Compartilhamentos

Analista de Wall Street afirma que empresas cobram pouco por games

Último Vídeo

Em meio a polêmicas relacionadas à inclusão de caixas de loot em jogos pagos, ao menos um analista de Wall Street acredita que os jogadores estão sendo exagerados em suas críticas. Segundo Evan Wingren, da KeyBanc Capital, temos sorte em contar com modelos do tipo, já que os games atuais estão sendo vendidos a um preço menor do que valem.

“Vemos a reação negativa a Star Wars Battlefront II (e uma troca de simpatia da indústria) como uma oportunidade de melhorar a posição da Electronic Arts, Take-Two e Activision Blizzard. A maneira como a EA lidou com o lançamento de SWBFII foi ruim; apesar disso, vemos a suspensão das microtransações como um risco transitório”, afirmou Wingren à CNBC.

“Os gamers não são cobrados excessivamente, eles são cobrados de menos (e nós somos jogadores)... Essa saga foi uma tempestade perfeita para uma reação exagerada já que ela envolve a EA, Star Wars, Reddit e certos jornalistas/veículos puristas que não gostam de microtransações”, continuou.

Battlefront 2

“Se você der um passo para trás e ver os dados, uma hora de conteúdo para video game ainda é uma das formas de entretenimento mais baratas”, afirmou Wingren. “Análises quantitativas mostram que as publicadoras de games estão cobrando taxas relativamente baratas e provavelmente deveriam aumentar seus preços”.

“Apesar de sua inconveniência à narrativa popular da imprensa, se você gosta de Star Wars e joga videogames em um ritmo frequente, você ainda vai se dar melhor pulando o filme e jogando o game para ter o mais benefício em seu investimento”, complementou o analista de mercado.

"publicadoras de games estão cobrando taxas relativamente baratas e provavelmente deveriam aumentar seus preços”

Mesmo afirmando que esse é um bom momento para comprar ações da Electronic Arts, já que espera que as ações da companhia voltem a se valorizar, Wingren reconhece que as críticas podem ter efeitos negativos. Segundo eles, há chances de que o game não atinja as previsões de vender pelo menos 13 milhões de unidades antes do fim do ano fiscal de 2018.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.