Ancine inicia processo de inclusão de games no setor audiovisual brasileiro
145
Compartilhamentos

Ancine inicia processo de inclusão de games no setor audiovisual brasileiro

Último Vídeo

Já faz um tempo que o governo brasileiro tenta encontrar um setor para melhor encaixar os games, pois assim seria mais fácil regulamentar, fiscalizar, taxar e fomentar a produção e distribuição no País. E a Agência Nacional do Cinema (Ancine) parece ter encontrado uma saída a curto prazo: o órgão vai criar um grupo de trabalho que terá até o início do próximo semestre para formular uma proposta de política pública para o desenvolvimento dessa área.

O Conselho Diretor de Cinema (CSC), que aprova as diretrizes da indústria audiovisual, destacou o potencial dos nossos criadores e de crescimento do mercado consumidor nacional e mundial, com base em dados sobre performance e vendas. Aliado a isso estão o impacto na geração de empregos e renda e a construção de universos narrativos que vão além do cinema.

A equipe de análise será formada por membros dos ministérios da Cultura, da Indústria, do Comércio Exterior e Serviços, além de representantes da Ancine e do CSC. O tema mais urgente é ajustar os mecanismos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que conta verba recolhida pelo Condecine, imposto que, aliás, pode incidir sobre os videogames; e dos benefícios previstos a Lei 8.685/93, que permite aos envolvidos direcionar sua contribuição fiscal para projetos de games.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.