Animal Crossing: New Horizons é banido na China por motivos políticos

Animal Crossing: New Horizons é banido na China por motivos políticos

Último Vídeo

A China aparentemente proibiu as vendas de Animal Crossing: New Horizons depois que o jogo se tornou uma plataforma para dissidentes políticos do governo chinês.

Um jogador notável de Animal Crossing é Joshua Wong, secretário-geral de Hong Kong do partido pró-democracia Demosisto. Wong tem usado o New Horizons para criar comentários políticos e conteúdo satírico em meio ao bloqueio do Coronavírus.

Na sequência de imagens que atingiram as mídias sociais na semana passada, as listagens para o jogo foram retiradas de lojas on-line na China, incluindo Pinduoduo e Taobao - este último de propriedade da Alibaba. A publicação de notícias técnicas Ping West relata que alguns revendedores do Taobao comentaram que a loja os instruiu a parar de vender o título pela plataforma.

Animal Crossing: New Horizons pode ter sido lançado em março, mas o governo chinês ainda não aprovou as vendas oficiais do popular título do Nintendo Switch. Isso levou os fãs a usarem outras medidas para obter a versão de Animal Crossing, como a importação do jogo através de sites semelhantes ao Ebay.

O analista da indústria de jogos, Daniel Ahmad, observa que os jogadores chineses ainda encontram soluções alternativas. Animal Crossing: New Horizons ainda está disponível para compra, mudando de região no eShop da Nintendo ou entrando em contato com os vendedores on-line em particular e comprando o jogo por “debaixo da mesa”.

Animal Crossing: New Horizons está disponível para Nintendo Switch.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários