Voxel

Ao contrário dos anteriores, Dead Rising 3 terá progressão de história livre

Último Vídeo

Img_normal

Uma das principais características da franquia Dead Rising é a maneira como o mundo ao redor do jogador progride. Esse mundo sofre alterações com o decorrer do tempo e, em qualquer vacilo do jogador, determinados eventos poderiam ser perdidos, eliminando um pouco do fator liberdade de exploração. Mas isso vai acabar em Dead Rising 3, segundo o produtor executivo do game, Josh Bridge.

“É a liberdade dentro do jogo que permite ao jogador ter a experiência da maneira que quiser”, disse Bridge numa entrevista ao LA Times na última quarta. “É uma das coisas que queríamos muito fazer”.

Bridge comparou Dead Rising 3 com os anteriores e disse que o novo esquema dará muito mais liberdade de exploração ao jogador. “Os jogos anteriores eram relativamente regrados e você era meio que forçado num determinado momento do tempo [a fazer alguma coisa]. Agora nós destravamos isso para permitir que o mundo possa ser explorado [com calma]. Colocamos mais áreas para explorar, mais objetos com os quais pode haver interação, e o resultado final é um mundo bem mais rico”, afirmou o executivo.

Bridge também aproveitou para endossar os recursos exclusivos que Dead Rising 3 terá com o SmartGlass. “Você receberá mensagens de outros personagens e entrará em missões exclusivas [por meio do SmartGlass]. Ficamos malucos com a ideia de colocar nossos telefones como parte do jogo”, elogiou.

Dead Rising 3 será lançado exclusivamente para o Xbox One e está programado para o final deste ano.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.