Voxel

Áreas do tamanho de Twilight Princess: novo Zelda será massivo

Último Vídeo

O ano de 2015 será grande para a Nintendo: com a chegada do esperado Zelda para o Wii U, o aniversário de 30 anos da criação de Mario e o lançamento de Star Fox, todos os olhos estarão voltados para as novidades da companhia.

Em entrevista para o canal iJustine, Shigeru Miyamoto compartilhou alguns dos planos para o próximo ano da empresa. O destaque fica para os detalhes adicionais sobre o design do mundo de Zelda — com as capacidades de um hardware potente, Hyrule será grandiosa. Em comparação, Miyamoto explicou que o time de desenvolvimento utilizou Twilight Princess como referência.

“Nos jogos de Zelda, o que sempre fazemos é tentar criar um game no qual você entra nesse grande mundo de Hyrule e tem muita coisa para explorar e descobrir; mas, por conta das limitações de hardware, o que temos que fazer é segmentar cada área e juntar esses pedaços de maneira que eles pareçam um grande mundo”, explicou Miyamoto.

Dando continuidade, o icônico criador de Mario adiantou que podemos esperar mapas de tamanho massivo. “Agora, com as capacidades do Wii U, começamos dizendo ‘bom, vamos ver o que conseguimos produzir se pegarmos um mundo inteiro do tamanho de Twilight Princess e tentarmos fazer com que isso seja uma área inteira do jogo’”, detalha.

Um tantinho de Skyrim

Os cenários grandiosos do novo Zelda também serão acompanhados por um número igualmente impressionante de missões. Assim como nos RPGs de ação atuais, haverá momentos em que o jogador acabará esquecendo qual seu objetivo porque estará fazendo diversas coisas paralelamente.

“Nosso plano é não fazer com que o jogador tenha necessariamente que sentar e jogar por muito tempo”, cravou Miyamoto ao explicar o sistema de missões alternativas. “Será mais compatível com o estilo de vida de hoje em dia, em que você pode apenas sentar um pouco e dizer ‘quero jogar hoje e fazer apenas uma coisa’, terminar a tarefa e ter um intervalo”, finaliza.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.