Ascensão do Necromante: conheça o update de Diablo 3 e seu herói rockstar

Ascensão do Necromante: conheça o update de Diablo 3 e seu herói rockstar

Último Vídeo

Enquanto para muitos a sexta-feira é um dia que precede o descanso e serve de palco para o bom e velho happy hour, a nossa última sexta (10) foi um pouco diferente do convencional. Isso porque fomos convidados pela Blizzard a conhecer de perto mais alguns detalhes da próxima grande atualização de Diablo 3. Sim, depois de algum tempo se aventurando na campanha original e pela história de Reaper of Souls, agora os jogadores vão poder enfrentar novos desafios em Ascensão do Necromante.

Não se trata de uma expansão propriamente dita, mas sim de um pacote adicional de conteúdo ao próprio Reaper of Souls. Como o próprio nome do update indica, a jogatina vai assumir um clima ainda mais sombrio e, claro, trazer um reforço de peso ao time dos heróis: o bom e velho Necromante. Essa é nada menos que uma das classes mais adoradas pela turma que curte a franquia há mais de uma década e que volta em grande estilo ao game – anos depois de sua estreia em Diablo 2.

Estiloso e poderoso, esse é o novo Necromante

O jogador vai contar com uma boa variedade de poderes para deixar o Necromante com a sua cara

Mesmo com a inspiração clara no passado da própria série, a Blizzard bateu na tecla de que o herói foi completamente renovado para se aproveitar de todos os recursos e novidades do episódio mais recente de Diablo. Na prática, isso significa que o jogador vai poder contar com uma boa variedade de poderes, habilidades, runas e lacaios para deixar o novo Necromante com a sua cara, podendo assumir diferentes estilos de jogo e mais de uma posição dentro do seu grupo durante as jogatinas online.

Ué, mas as novidades a respeito do retorno da classe já não tinham sido anunciadas na última BlizzCon – realizada entre 4 e 5 de novembro de 2016 –, adiantando um pouco do visual do personagem e da temática do próximo pacote de conteúdo? Sim, isso é verdade. Porém, durante o encontro promovido pela Blizzard em São Paulo, pudemos conhecer a versão feminina do herói – inédita até então –, conferir uma das novas builds para a unidade e, de quebra, falar com alguns dos desenvolvedores do game.

Comemoração em grande estilo

Daniel Kawano, relações públicas da Blizzard no Brasil, foi quem deu o pontapé inicial no evento, mostrando que o auditório completamente tematizado com o assunto Diablo e os múltiplos telões posicionados junto ao tablado não estavam ali de bobeira. Depois de uma pequena introdução, o executivo falou da importância do aniversário de 20 anos da franquia e que, para que todos os presentes pudessem sentir o clima do jogo, eles levaram dois membros do time de Diablo 3 para conversar com a galera.

Ainda que Joe Shely, Senior Game Designer, e Julian Love, Lead FX Artist, não estivessem fisicamente por lá, pudemos saber mais a respeito das novidades de Ascensão do Necromante por meio de um bate-papo via streaming. Falando do ponto de vista artístico, Love relembrou como a apresentação feita na BlizzCon foi bem compacta, dando apenas um gostinho da versão masculina do Necromante e de suas habilidades básicas.

Quisemos dar a esses senhores da morte uma vibe mais próxima à de um rockstar

Embora nesse ponto a temática sombria estivesse clara, assim como a relação direta com a classe de Diablo 2, isso, aparentemente, não era tudo que a empresa tinha para mostrar a respeito do personagem. Para o artista, a versão renovada do herói é mais do que alguém que controla hordas de mortos-vivos. Agora, há sombras, sangue, ossos, vida e morte no pacote. “Quisemos dar a esses senhores da morte uma vibe mais próxima à de um rockstar", brincou o designer.

Enquanto falava sobre esse assunto, Love deu uma prévia da contraparte feminina do Necromante, mostrando alguns dos sets de equipamentos da classe – incluindo um conjunto inteiramente baseado em armaduras feitas de ossos – e sua dupla de armas, formada por uma foice de uma mão e um acessório bizarro na outra. Alguns dos slides e vídeos deixaram bem claro, ainda, como as animações de caminhada e ataque da classe ajudam a reforçar a sua atitude de estrela do rock.

A temática do Necromante fica clara em seus equipamentos e também no seu visual

Alguém aí tem medo de sangue?

Shely, por sua vez, se focou na parte mecânica da conversa, trazendo um material bem diferente do que foi exibido no evento da Blizzard. Saem os exércitos de lacaios, raios de energia e explosões de ossos e entram em cena armamentos de almas, maldições e muito, muito sangue para todos os lados. Com esse novo estilo de jogo, o Necromante assume uma postura mais “mão na massa” e entra, quase que literalmente, de corpo e alma nas batalhas, sem depender muito de invocações.

A Foice Nefasta, por exemplo, serve como uma habilidade de curto alcance com a qual o personagem faz um ataque rápido a todos os inimigos à sua frente, causando dano e recuperando Essência. A Nova de Sangue, que parece saída diretamente dos Cavaleiros da Morte de World of Warcraft, é outra magia em área que pode despachar diversos oponentes de uma só vez, graças a uma explosão de sangue que afeta tudo ao seu redor. O detalhe disso? O sangue detonado é seu, o que significa que o seu HP cai a cada uso da habilidade.

Para compensar essa perda de vida, o novo Necromante também vai poder recorrer a Devorar e Parasitismo. Enquanto a primeira habilidade absorve os cadáveres dos adversários para recuperar a sua vida, preencher a sua Essência e energizar seus poderes, a segunda magia coloca um efeito de área no chão que faz com que qualquer oponente atacado nessa região transfira sua energia vital para você e seus aliados.

Quem gosta de ter uma boa mobilidade pelos mapas e fendas não precisa se preocupar: esse novo Necromante também pode se deslocar rapidamente entre um grupo e outro de monstros – ou escapar de uma situação fatal – com o uso de Ímpeto Sangrento. A skill faz o personagem abandonar momentaneamente sua forma mortal e atravessar qualquer tipo de barreira para chegar ao seu destino. Por fim, a runa Golem de Sangue convoca um lacaio bem forte – e que lembra um coração gigantesco –  que ataca e drena a vida dos inimigos.

Versatilidade é a palavra-chave

Mesmo que todas essas informações, vídeos e imagens a respeito do Necromante deem uma visão bem melhor sobre essa versão reformulada do herói, os dois desenvolvedores afirmaram que ainda há um bom caminho até que tudo esteja finalizado. Os sets de dungeon, por exemplo, ainda estão sendo trabalhados, assim como o ajuste fino de suas habilidades e seus poderes. Questionados pelo TecMundo Games a respeito de como eles veem a classe funcionando em grupo, por exemplo, a resposta ainda foi um pouco vaga.

“Há uma variedade de posições que ele pode assumir nas equipes. Esperamos que as builds possam ser bem diversas, mas acreditamos que ele funcione melhor como um suporte ao grupo”, explicou Shely, citando a maldição em área que permite que todos os jogadores recuperem vida enquanto batem. Ainda assim, ele disse que o personagem deve trazer um bom dano e pode até assumir uma postura tank em situações de emergência, mas que “será necessário esperar o PTR para ver o que os jogadores vão fazer com a classe”.

Quanto ao gameplay, tudo parece bem mais acertado. Esse novo estilo de sangue para o Necromante, por exemplo, pode ser visto em ação no vídeo acima, no qual, ao longo de cerca de 8 minutos, o herói enfrenta hordas e mais hordas de criaturas. A ideia, aqui, parece ser realmente criar uma boa sinergia entre todas as habilidades para deixar a jogatina ainda mais dinâmica. Afinal, trata-se de gastar recursos e sangue para despachar os primeiros inimigos e ir aproveitando os corpos caídos e as maldições para recuperar o combustível e seguir adiante no seu trabalho.

Jogue como quiser

Apesar do foco nessa build “sangrenta” durante o evento, tanto Love quanto Shely garantiram que a diversidade vai estar mais do que presente na classe, sendo possível se sentir poderoso ao encarar pessoalmente as lutas – consumindo sangue e seguindo incansavelmente pelo mapa – ou escolhendo o caminho mais tradicional do Necromante, que é o de se tornar líder de uma infinidade de lacaios e mortos-vivos.

Ambos disseram ter aprendido muito com a situação inicial do Feiticeiro em Diablo 3

Por falar nisso, ambos disseram ter aprendido muito com a situação inicial do Feiticeiro em Diablo 3 e sua evolução ao longo de todo tempo de vida do game quando o assunto é balancear o gameplay em torno de pets. O contexto, levantado pelo TecMundo Games durante a sessão de perguntas, era de que o Feiticeiro sofreu muito com um estilo de jogo que fazia com que o herói parecesse muito poderoso nos níveis iniciais e fosse se tornando progressivamente mais fraco com o tempo, quando seus lacaios começavam a morrer.

Golem e Necromante trabalhando lado a lado

No caso da nova classe, a dupla disse ter aplicado o aprendizado com o Feiticeiro e criado um conjunto de mecânicas que funciona muito bem desde a criação do personagem até os desafios mais cabeludos em níveis altos de Suplício. O fato de haver um conjunto básico de tropas já ajuda nesse sentido, assim como a possibilidade de fazer a manutenção do seu exército conforme a situação, já que as criaturas tão têm uma única origem ou se concentram apenas em cooldowns longos: tudo vai ser combinado para criar seu séquito fiel de monstros.

Antes de se despedirem, os dois desenvolvedores fizeram questão de lembrar que, embora a atualização seja focada nos Necromantes, os outros heróis não foram esquecidos. Além de ajustes de balanceamento em todas as classes já incluídas no game, Ascensão do Necromante também vai trazer novas aventuras, uma mascote, asas cosméticas, dois espaços para personagens – para que você não tenha que se desfazer dos seus avatares mais queridos –, duas abas de baú pessoal, uma nova moldura, um pendão, um estandarte e um brasão.

Segure a empolgação!

Ascensão do Necromante

Infelizmente, mesmo com essa avalanche de novidades a respeito de uma das classes mais aguardadas para o jogo, Diablo 3: Reaper of Souls – Ascensão do Necromante segue sem data de lançamento ou liberação nos servidores de testes da Blizzard. Assim, aos aficionados pela franquia, só resta ter um pouco mais de paciência e aproveitar o seu tempo de jogatina para obter mais tesouros e itens na nona temporada, que se encerra na sexta-feira (17), ou aguardar a Season 10, que chega no próximo dia 31 de março.

E aí, curtiu o Necromante reformulado? Pretende jogar com a classe quando ela estiver disponível? Deixe a sua opinião sobre o assunto mais abaixo, na seção de comentários, e diga qual é o seu herói preferido em Diablo 3.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.