Voxel

Avalanche Studios: “O Xbox é e sempre foi uma plataforma de jogos”

Último Vídeo

Fonte: Reprodução/AvalancheStudios

Muita polêmica tem sido criada sobre a recente revelação das funcionalidades do mais novo console da Microsoft. O Xbox One enfrenta, certamente, uma onda dura de críticas; políticos e ativistas, por exemplo, manifestam certo ceticismo com relação ao monitoramento constante que deverá ser feito pelo Kinect. O quesito “integração entre TV e plataforma” tem sido também questionado com frequência por grande parte da comunidade antenada em tecnologia.

Mas, embalado no que parece ser a contramão dessa maré agressiva, Christofer Sundberg, chefe de criação da Avalanche Studios, diz que “o Xbox é e sempre foi uma plataforma de jogos”. O executivo, em entrevista ao site Edge, completa ainda dizendo que “não enxerga mudanças nisso com o Xbox One”. Sobre o monitoramento de 24 horas sobre o jogador, Sundberg revela que “mais conectividade é algo obviamente fantástico”.

E ele continua: “acho que isso [conectividade] possibilita o desenvolvimento de recursos online que melhoram a experiência de jogos de mundo aberto, sem limitar os jogadores pelo fato da ‘conexão constante’”. Para deixar claro o que as suas afirmações querem dizer, o chefe de criação da Avalanche Studios cita dois títulos que, nas palavras dele, foram capazes de “criar uma experiência mais interessante”.

“Acho que Journey e The Walking Dead foram bons exemplos de como se usar a conectividade para tornar a experiência [de jogo] mais interessante – como a ‘ligação anônima’ para outros gamers em Journey e o ‘feedback das decisões tomadas’ em The Walking Dead”.

Uma central de jogos...

Na opinião de Sundberg, se a Microsoft continuar apelidando o Xbox One de “central de entretenimento”, uma armadilha perigosa pode acabar sendo criada. “Se ele for apelidado de ‘máquina de jogos’, a Microsoft pode perder a atenção da mídia neste momento”.

Agora, contudo, “eles até mantêm o foco da mídia [sobre o Xbox One] e podem se concentrar nos lançamentos de jogos na E3”, cogita o executivo. 

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.