Banjo em Smash Bros? RARE pode liberar personagens para outras empresas
Seja o primeiro a compartilhar

Banjo em Smash Bros? RARE pode liberar personagens para outras empresas

Último Vídeo

Durante muitos anos, a Rare, uma das empresas mais aclamadas do mundo dos games, ficou um pouco apagada, após ter sido adquirida pela Microsoft. Muitos dos jogos mais queridos da desenvolvedora pareciam esquecidos e deixados de lado, mas, de acordo com o chefe do estúdio, eles podem voltar e até mesmo pelas mãos de outras empresas.

Em uma entrevista ao site IGN americano, Craig Duncan, chefe do Rare Studios, revelou que já recebeu diversas propostas de outros estúdios para trabalhar com alguns jogos dos quais têm direito. Ele também revela que, caso o novo estúdio tem uma ideia muito boa, uma equipe bem estruturada e vontade de fazer jus ao histórico das propriedades da Rare, não existe motivo para não fazer negócio.

Rare

A Rare tem um histórico impressionante no mundo dos games, sendo responsável por jogos como Banjo Kazooie, Goldeneye 007, Blast Corps, Killer Instinct e Perfect Dark. Por um bom tempo, ela trabalhou com a Nintendo, mas depois de ter sido comprada pela Microsoft, se viu responsável apenas por jogos do Kinect, retornando a um lugar de destaque com o lançamento de Sea of Thieves.

Killer Instinct já recebeu uma nova versão para o Xbox One e Windows, pelas mãos do Double Helix Studios, além da presença de Battletoads na tela do cinema, no filme "Jogador Número 1", que estreia em breve nos cinemas brasileiros. Isso só mostra que a Rare, e de certa forma a Microsoft, está bem aberta à novas ideias e possibilidades para seus diversos personagens. 

Agora, é começar a torcer para que uma empresa chegue com uma boa ideia e ressuscitar propriedades "esquecidas". Será que a Nintendo vai conseguir colocar o Banjo em um Super Smash Bros, como muitos fãs vêm pedindo? Quem sabe um adventure do Conker com uma história absurda, feito pela Telltale. Diga aí nos comentários qual jogo você queria ver uma nova versão e pelas mãos de qual estúdio.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.