Voxel

Bayonetta 2 não “existiria” se não fosse pela Nintendo, diz desenvolvedora

Último Vídeo

De acordo com o diretor-executivo da Platinum Games, Atushi Inab, o retorno da curvilínea Bayonetta aos vídeo games não ocorreria sem a Nintendo. Em entrevista ao site The Verge durante a TGS 2012, Inab afirmou que a Big N é a publicadora de peso que a desenvolvedora procurava há algum tempo.

Bayonetta 2 não existiria sem a Nintendo? A resposta é ‘sim’”, afirmou Inaba. “Nós não estamos encarando isso como uma mudança de plataforma — nós apenas procurávamos uma parceira para criar Bayonetta 2, e a Nintendo é forte, cooperativa e estava ansiosa por unir esforços para desenvolver Bayonetta 2.”

O resultado, naturalmente, é que a próxima geração da bruxa sexy da Platinum ocorrerá no Wii U. Entretanto, Inab garante: as características do novo console da Nintendo não afetarão em nada a experiência central do game. “Nós criamos os modelos básicos dos nossos jogos no PC, de forma que, mesmo com mudanças de hardware, o processo criativo não é influenciado.”

Img_normal
Segundo o desenvolvedor, a Platinum possui atualmente uma engine própria para produzir games multiplataforma. Entretanto, ele admite: desenvolver para um novo modelo de controle incluiu uma dose extra de desafio. “Há alterações no processo de design, mas nós estamos adorando os desafios de criar jogos para uma nova plataforma”.

Detalhes específicos ou nuances da nova trama? Não por enquanto. Bayonetta 2 deve dar as caras exclusivamente no Wii U. Ainda não existe uma data prevista para o lançamento.

Fonte: The Verge

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.