BGS 19: YouTube Gaming está mais consolidado do que você imagina

BGS 19: YouTube Gaming está mais consolidado do que você imagina

Último Vídeo

O YouTube, como de praxe, marcou presença na BGS 2019 com um estande concebido com muito capricho, próximo à entrada de visitantes para ganhar a atenção de quem estava chegando ao evento. Embora o aplicativo YouTube Gaming tenha sido descontinuado no início deste ano, a empresa se concentrou em robustecer a vertical de games no próprio YouTube, mantendo a marca "Gaming" em evidência.

Na prática, nada mudou em relação à forma como o conteúdo é consumido. Tanto que o YouTube ostenta números estratosféricos para ilustrar o sucesso da plataforma quando o assunto é game: são mais de 200 milhões de pessoas assistindo vídeos e transmissões ao vivo todos os dias. Só em 2018, foram 50 bilhões de horas de conteúdo assistido, sendo que o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking de países mais ativos em consumo de jogos - inclusive, isso explica o sucesso do espaço do YouTube na feira. 

YouTube/Divulgação

Devido ao crescimento dos jogos mobile, que têm evoluído a cada ano à medida que os dispositivos ficam mais potentes, o Brasil também tornou-se referência no mercado de jogos para dispositivos móveis. Pasmem: a final do Free Fire Pro League 2019, transmitida ao vivo,  foi acompanhada por nada menos que 763 mil pessoas, um recorde de audiência no YouTube nacional. 

Se o que não falta é conteúdo para o usuário, o criador de vídeos também tem tido benefícios com as implementações herdadas do extinto aplicativo. Há, de fato, novas formas de monetizar o material em vídeo, como o clube dos canais, em que o usuário pode contribuir com um canal financeiramente para receber emojis e conteúdos exclusivos, assim como o recurso de vendas de produto do criador a partir do YouTube - que por aqui é conhecido como Lolja. 

Com relação ao Super Chat, o usuário é capaz de comprar mensagens de bate-papo durante transmissões ao vivo. São mais de 90 mil canais utilizando o Super Chat que, hoje, é uma das principais fontes de receita dos criadores.

YouTube/Divulgação

De acordo com Alessandro Sassarolli, Gerente de Parcerias de jogos do YouTube na América Latina, o sucesso estrondoso da área de games é justificado pelas melhorias feitas ao ecossistema do site para que o usuário se sinta mais imerso ao conteúdo, por ter mais opções de interação, e para o criador dos vídeos que, de certa forma, pode trabalhar com novas possibilidades de monetização. "Nós estamos em uma briga eterna pela atenção das pessoas", ressalta Sassarolli, então nada mais justo que oferecer vantagens aos dois lados: ao de quem consome e ao de quem produz. 

Os 10 jogos em alta no Brasil

Em 2019, a lista de jogos mais populares no Brasil não tem sido nenhuma surpresa, uma vez que é encabeçada por Minecraft, um jogo de mais de 10 anos que cultiva uma comunidade gigantesca, e Free Fire, um shooter mobile acessível, aos moldes do battle royale de PUBG. Confira a lista completa compartilhada pelo YouTube e baseada em tempo de visualização:

1. Minecraft
2. Free Fire
3. Roblox
4. League of Legends
5. Grand Theft Auto V
6. Fortnite
7. Counter-Strike
8. Brawl Stars
9. FIFA
10. PUBG

Se alguém ainda tinha dúvidas de que games está entre as formas de entretenimento mais consumidas, o YouTube Gaming está aqui para provar com números que os jogos estão sendo cada vez mais levados a sério. Especialmente no Brasil. 

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários