Voxel

BGS 2013: Warner terá displays com Arkham Origins, Dying Light e mais

Último Vídeo
Fonte da imagem: TecMundo Games

Em conferência realizada na manhã desta quinta-feira, a Warner Bros. Interactive, que distribui os games da EA, da Techland e de outras desenvolvedoras – inclusive no Brasil –, deu um panorama do que podemos aguardar das novidades presentes no (gigante) estande da produtora na BGS 2013, que terá início nesta sexta-feira.

Com planos fortes para o Brasil, a Warner, que trará a grande maioria de seus games localizados para o nosso idioma, terá muitos displays à disposição dos visitantes. Os jogadores terão uma área denominada “Arcade Center”, espaço de mais de 500 metros quadrados em que vários game centers estarão disponíveis para a galera curtir as novidades. Veja só os games dos quais você poderá desfrutar:

Se você também está ansiosamente esperando mais detalhes de Mad Max, aguarde: eles serão revelados, mas somente para a imprensa numa demonstração a portas fechadas. Ainda não sabemos se darão um aperitivo do gameplay do jogo ou mostrarão algum vídeo prolongado exclusivo. O BJ estará presente nessa demonstração restrita e trará todas as informações pertinentes.

Fonte da imagem: TecMundo Games

A boa notícia, como todos sabemos, é que os fãs da trilogia homônima de Mel Gibson nos cinemas terão o game à disposição também no PS3 e no Xbox 360 (e no PC); o game não será exclusivo da próxima geração, apesar de ter toda a pinta para isso.

Serão mais de 50 displays no estande da EA/Warner/Disney (fruto da parceria entre as três produtoras) distribuídos entre os games mencionados.

Além disso, celebridades como Marcelo D2 e Tiago Leifert (que narrou FIFA 14 junto a Caio Ribeiro) vão dar o ar de sua graça na “Arena EA Sports FIFA 14”, área que terá dois torneios diários do game até o final da feira.

Zumbis em um cenário bastante “brasileiro”

Dying Light é uma das promessas da Techland, dos mesmos criadores de Dead Island. A demonstração realizada hoje mostra uma faceta muito parecida com Dead Island, mas as mecânicas stealth são priorizadas em detrimento da ação. A ambientação é pra lá de brasileira: paisagens inspiradas em cenários paradisíacos do Rio de Janeiro e também em favelas da capital carioca.

Fonte da imagem: TecMundo Games

De acordo com a Techland, Dying Light não deve ser considerado uma espécie de sucessor espiritual de Dead Island porque apresenta mecânicas próprias e um senso de sobrevivência muito maior. Ao anoitecer, por exemplo, os zumbis ficam mais agressivos e espertos, podendo correr, pular e até mesmo escalar paredes. É uma das grandes promessas das próximas safras de 2014.

Preparado para a BGS 2013? A feira terá início nesta sexta-feira, dia 25, e vai até o dia 29, terça-feira.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.