BGS 2017: o futuro da série Forza aposta na variedade
06
Compartilhamentos

BGS 2017: o futuro da série Forza aposta na variedade

Último Vídeo

Durante a BGS 2017, o Voxel teve a oportunidade de conversar com Chris Bishop, diretor de marketing da Turn 10 — estúdio responsável pelo recém-lançado Forza Motorsport 7. Entre os assuntos discutidos estão os aprimoramentos que o game vai receber no Xbox One X e a maneira como a Microsoft lida com as séries Motorsport e Horizon.

Segundo Bishop, os fãs estão respondendo muito bem ao mais recente jogo da franquia. Ele prometeu que os desenvolvedores já trabalham em formas de aprimorar ainda mais a experiência, que deve receber uma quantidade ainda maior de atualizações que Forza Motorsport 6 — que recebeu 20 atualizações de conteúdo durante sua vida.

Forza Motorsport 7

“Temos uma grande comunidade, eles são muito vocais e muito críticos em suas respostas, então já estamos mudando alguns aspectos do game e acho que você vai ver muito mais conteúdo do que antes adicionado ao game com o passar do tempo”, declarou o gerente de marketing.

Forza no Xbox One X

Questionado sobre as melhorias que o game vai receber no Xbox One X, hardware que chega às lojas no dia 7 de novembro, Bishop foi bastante direto. Segundo ele, o console vai oferecer “a experiência de corrida mais bonita e imersiva de todos os tempos”.

O executivo explicou que detalhes como a jogabilidade e os sistemas de física vão se manter os mesmos independentemente da versão jogada. Ou seja: a experiência vai ser consistente para quem joga no PC, no Xbox One ou no Xbox One X.

Forza Motorsport 7

No entanto, a nova plataforma vai trazer algumas melhorias visuais bastante evidentes, incluindo ondas de calor, carros com mais detalhes e uma maior resolução em geral. Em uma comparação, ele afirmou que a versão do Xbox One é como rodar o jogo no médio no PC, enquanto no Xbox One X todos os detalhes pulam para a qualidade ultra.

Motorsport ou Horizon?

Enquanto a série Motorsport é o “pilar fundamental” da franquia, tendo construído uma reputação de sucesso nos últimos 12 anos, muitos jogadores só foram entrar de cabeça em Forza graças à série Horizon. Segundo Bishop, a subsérie foi criada para atrair um número maior de jogadores, que poderiam se sentir um pouco intimidados com a complexidade que Motorsport traz.

A estratégia funcionou, e games como Forza Horizon 3 se provaram um grande sucesso e uma porta de entrada para muitos fãs novos. No entanto, o diretor de marketing garante que a Microsoft não mudou seu foco e que não há necessariamente uma nova “série principal”, mas sim um trabalho colaborativo que envolve as equipes da Turn 10 e da Playground Games.

A variedade é algo incrível em qualquer tipo de gameplay, então é bom ter Horizon e Motorsport

Bishop comparou a variedade da série ao universo dos jogos de tiro em primeira pessoa, que trazem experiências diferentes dependendo do game analisado.  “A variedade é a chave, algumas vezes você quer jogar algo que é mais agitado, às vezes quer jogar algo mais relaxado. A variedade é algo incrível em qualquer tipo de gameplay, então é bom ter Horizon e Motorsport”, afirmou ele.  

“Eu não diria que um é prioridade e o outro não. Temos dois estúdios trabalhando juntos, Playground Games se focando na série Horizon, a Turn 10 focada na série Motorsport, ambas compartilhando a mesma base de código, ambos trabalhando juntos nas versões do game, isso nos permite trazer grandes experiências ano após ano a nossos fãs”, complementou.

Elogios ao Brasil

“Os fãs e a paixão no Brasil pela cultura de carros são incríveis. Eu tenho a oportunidade de viajar muito por todo o mundo [...], mas tenho que dizer que, de todos os lugares, a paixão por carros é tão evidente aqui, é algo impressionante. Essa é uma das razões pelas quais fizemos o Rio em Forza Motorsport 6”, explicou o diretor de marketing.

Os fãs e a paixão no Brasil pela cultura de carros são incríveis

Questionado sobre a possibilidade de a série Horizon adotar nosso país como cenário, Bishop preferiu não prometer nada. No entanto, ele parece animado com a ideia de que isso possa acontecer um dia. “Eu acho que o Brasil seria uma ótima aposta para um jogo de corrida em mundo aberto. Eu espero que tenhamos mais pistas em ambos os mundo. Infelizmente isso não depende só de mim, mas eu não estaria surpreso quanto a isso”, revelou.

Segundo Bishop, a Turn 10 sempre pensa em maneiras de aprimorar o game, algo que pode ser visto nas sete décadas de carros presentes em Forza Motorsport 7. Ele explica que o estúdio trabalha de forma bastante próxima a seus parceiros para oferecer a experiência mais realista possível e que os negócios se transformaram muito nos últimos anos.

Forza Motorsport 7

“Nosso time de parcerias cresceu graças a mudanças da indústria”, declarou. Enquanto os primeiros games usavam licenças que simplesmente retratavam veículos do mundo real, agora a equipe de desenvolvimento trabalha junto a engenheiros para assegurar que os carros presentes no game sejam os mais realistas possíveis. “Você definitivamente pode esperar ver mais disso no futuro”, garantiu.

Comunidade no PC

Como alguém que tem no PC sua principal plataforma, perguntei a Bishop sobre o que podemos esperar em questões de melhorias para esse meio. Enquanto o jogo está rodando melhor do que Forza Horizon 3 em seu lançamento, ele ainda apresenta alguns problemas pontuais, mesmo quando é rodado em hardwares considerados poderosos.

Forza Motorsport 7

O executivo afirmou que essa é a terceira vez que um game da série sai para o Windows 10 (Forza Motorsport 6 Apex e Horizon 3 foram os esforços anteriores) e que, a cada vez, a equipe de desenvolvimento melhora seu desempenho. Ele garante que a Microsoft está prestando atenção a seus fãs e que novidades devem ser lançadas em questão de pouco tempo.

“É nosso maior e mais complicado game até agora. Ainda estamos trabalhando em diversas questões”, afirmou. “Uma coisa da Turn 10 é que todos somos funcionários da Microsoft, trabalhamos diretamente com o Windows e o time de PC, então temos uma equipe muito grande que está trabalhando nessas questões e você vai ver diversas melhorias com o passar do tempo”.

Qualquer experiência que você teve antes jogando em seu PC, isso vai melhorar com o passar do tempo

“Então esteja assegurado que vamos fazer tudo funcionar. Qualquer experiência que você teve antes jogando em seu PC, isso vai melhorar com o passar do tempo”. Segundo ele, os jogadores de PC podem esperar testemunhar algo semelhante ao que aconteceu com Forza Horizon 3 que, com o passar do tempo, se tornou compatível com uma quantidade maior de hardwares e deixou de lado muitas das limitações apresentadas durante seu lançamento.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.