Voxel
Seja o primeiro a compartilhar

BGS 2017: Thronebreaker, DLC de Gwent, é uma ótima surpresa e pode empolgar

Último Vídeo

Um dos nossos compromissos de hoje na Brasil Game Show 2017 era conferir um hands-off de Gwent: Thronebreaker, primeira expansão single player do jogo. Por mais incrível que pareça, esse DLC pode ser um dos conteúdos mais surpreendentes do final deste ano.

Primeiramente, o que é um hands-off? Basicamente, trata-se de uma jogatina na qual os próprios desenvolvedores jogam uma build antecipada do game e a imprensa assiste esse gameplay. E, sem dúvidas, o que foi mostrado por lá parece bem interessante e diferente do que conhecemos do jogo.

Expansão single player de peso

Gwent é conhecido pela sua proposta de competição de cartas, que é inspirada em diversos TCGs, como Magic (jogo que a equipe diz ser fã). Portanto, a ideia de colocar uma verdadeira campanha pode parecer estranha, mas ela funciona. Gwent Thronebreaker será um conteúdo pago que vai trazer uma dinâmica diferente.

Basicamente, temos um “mundo aberto” com perspectiva isométrica e um estilo artístico diferente. Dentro desse material, jogamos com Meve, a rainha de Lyria e Rivia. O nome parece estranho? É de se esperar, já que o game se passará antes do primeiro jogo de The Witcher. Portanto, trata-se de uma prequel.

Porém, o mais interessante aqui é o quão focado em single player essa expansão realmente é. Apesar de ser um jogo de cartas, a CD Projekt Red realmente criou um conteúdo bem distinto: há cutscenes à la Witcher 3 (similar às animações 2D de recapitulação), há muitas linhas de diálogo, decisões morais e muito mais.

Contudo, o que isso importa em um jogo competitivo de cartas? Essa é a grande sacada de Thronebreaker. As suas decisões como governante impactam diretamente o que os seus aliados pensam de você: se você for muito benevolente, algumas pessoas vão ficar ou deixar a sua equipe; caso seja muito ríspido e ignorante, o mesmo pode acontecer. Jogar nesse meio de campo é o objetivo.

Há muita exploração, criação de unidades de combate (que se convertem em cartas de Gwent), conversas com aliados, puzzles para abrir áreas secretas do mapa, sidequests e muito mais. De acordo com a CD Project Red, teremos cinco mundos e muito conteúdo para testar.

E o multiplayer? Como fica?

De acordo com os representantes da CD Projekt Red, todas as 20 cartas novas também vão chegar ao multiplayer, mas com mudanças. Segundo informaram ao Voxel, as habilidades dos novos personagens são feitas para serem muito mais poderosas no conteúdo single player e, por conta disso, terão que ser reformuladas para se encaixarem no modo online para não quebrar o balanceamento.

A CD Projekt Red também disse que está trabalhando em novos modos de jogo, personagens, cartas, uma nova fcção, líderes de fação e muito mais, mas, infelizmente, ainda não podem revelar do que se trata. Gwent: Thronebreaker chega ainda neste ano, mas ainda não tem data de lançamento nem preço anunciado.

Opções de compra

Jogue GWENT de graça!

Além disso, o Pontofrio e a Casas Bahias estão com uma promoção exclusiva para a BGS:

- Ponto Frio: (CUPOM: BGS15)
- Casas Bahia: (CUPOM:CBBGS)

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.