Voxel

BioShock para Vita não é um port e pode ter desenvolvimento terceirizado

Último Vídeo

Img_normal

Ken Levine, co-fundador da Irrational Games, reafirmou que a versão de BioShock para Vita não é um port de um game já existente, e sim um título completamente novo. Segundo o designer, em entrevista para o site Joystiq, parte do desenvolvimento do título pode ser transferido para outra empresa, desde que ela cumpra os parâmetros de qualidade exigidos.

Para a empresa, o título para PlayStation Vita deve ter “sua própria voz”, mas de forma a não destoar do restante da franquia nem parecer uma versão reduzida dos games para consoles. “Há espaço para todo tipo de jogo e abordagem. Mas [para o Vita], preferimos fazer algo experimental e um pouco diferente, mas único na série”, afirmou Levine.

O designer afirma que a Irrational pretende manter sua alta média de análises no Metacritic, e que isso só pode ser atingido por meio de uma produção cuidadosa e atenção total no trabalho que está sendo feito. “Não é fácil encontrar o parceiro certo”, concluiu ele.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.