Blizzard recorre ao YouTube para diminuir a toxicidade de Overwatch
96
Compartilhamentos

Blizzard recorre ao YouTube para diminuir a toxicidade de Overwatch

Último Vídeo

Não contente em oferecer novas ferramentas dentro de Overwatch para combater o comportamento tóxico dentro do jogo, a Blizzard decidiu levar sua luta para outras áreas da internet. Segundo o diretor Jeff Kaplan, sites como o YouTube e mídias sociais vão ser vasculhados para tomar ações contra jogadores inconvenientes antes mesmo que eles sejam reportados dentro do FPS.

Em uma mensagem publicada através do YouTube, Kaplan afirmou que as decisões tomadas anteriormente pela Blizzard parecem ter funcionado. Segundo ele, ao mesmo tempo em que incidentes envolvendo linguagem abusiva no chat diminuíram em 17%, o número de jogadores reportados por mau comportamento aumentou em 20%.

No entanto, o diretor fala que os números não estão tão bons quanto poderiam ser e que “o problema não está resolvido”. “Agora procuramos proativamente em sites de mídia social como o YouTube, por exemplo, e pesquisamos por incidentes de comportamento muito tóxico e encontramos as contas que estão participando disso e tomamos ações antes de que qualquer pessoa tenha feito uma denúncia ou isso tenha aparecido em outro lugar”.

Segundo ele, essa é somente uma das ações que o time de desenvolvimento de Overwatch tem tomado que não haviam sido divulgadas para o público em geral. No passado, Kaplan afirmou que o combate ao comportamento tóxico é tão importante para a Blizzard que algumas novidades para o jogo haviam sido adiadas devido ao fato de que a equipe de desenvolvimento estava focada em lidar com essa situação.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.