Boa! Final Fantasy VII Remake está sendo criado no Unreal Engine 4

Boa! Final Fantasy VII Remake está sendo criado no Unreal Engine 4

Último Vídeo

Uma informação técnica – mas relevante na mesma medida – foi feita na tarde desta segunda-feira acerca do badalado Final Fantasy VII Remake (mais hypado do que nunca após o trailer exibido na PlayStation Experience 2015): o game está sendo desenvolvido no Unreal Engine 4, da Epic.

O anúncio foi feito por meio de comunicado oficial enviado ao DualShockers. “Sabemos o quão especial Final Fantasy VII é para os fãs e colocamos nossa confiança na tecnologia Unreal Engine 4, bem como em suas ferramentas, para ajudar a desenvolver esse remake aguardado há tanto tempo e concebido para as plataformas modernas. Trabalhar com a equipe da Epic e ter o suporte deles ao longo do processo agrega muito e estamos empolgados em trazer o produto dessa colaboração a fãs de longa data e novatos da série”, diz o release.

Taka Kawasaki, gerente de território da Epic para o Japão, endossou a parceria. “Estamos encantados pelo fato de a Square Enix ter escolhido o Unreal Engine 4 para recriar um dos jogos mais amados da história dos video games. É um prazer trabalhar com desenvolvedores tão talentosos por trás da franquia, e esse é um momento inesquecível na história do Unreal Engine”, declarou.

A notícia pode ser vista de forma positiva, uma vez que Final Fantasy VII Remake mostrou primor técnico no trailer de gameplay exibido durante a PlayStation Experience – e o Unreal Engine 4 é um motor que tem poder de sobra.

Mas e a Luminous Engine?

A Luminous Engine é o grandioso motor gráfico utilizado pela Square para criars alguns de seus maiores games, como Final Fantasy XV. A mudança não é inédita, já que Kingdom Hearts 3, que também começou a ser feito dentro da Luminous, mas logo depois mudou para a Unreal Engine 4.

Isso pode indicar que grande parte dos atrasos e problemas com a produção de Final Fantasy XV sejam decorrentes do motor gráfico da Square Enix, que optou por seguir um caminho mais fácil e seguro com a já consagrada Unreal Engine.

Isso também indica que não teremos problemas visuais e, ou, de desempenho nas outras plataformas quando o game for lançado, uma vez que a Unreal Engine 4 é completamente compatível com PlayStation 4, Xbox One e PC. Nesse caso, portar os jogos deverá ser mais fácil para a Square Enix.

Além disso, não veremos os mesmos problemas no port para PC de FF7 Remake, algo que já aconteceu com FFXIII e deixou muita gente incomodada com problemas absurdos, como a impossibilidade de se mudar de resolução dentro do jogo.

O que você acha do Unreal Engine 4 como motor do Final Fantasy VII Remake? Comente no Fórum do TecMundo Games.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.