Voxel
128
Compartilhamentos

Boardgame de Street Fighter é incrível e bate meta do Kickstarter em 24h

Último Vídeo

Não é incomum ver jogos digitais migrando para plataformas analógicas, os famosos boardgames. Dark Sous, Bloodborne e até Resident Evil já tomaram esse caminho. Agora, a Capcom está trazendo Street Fighter para o mundo dos jogos de tabuleiro. Faz sentido? Basta ver o material para se impressionar e querer um agora.

O jogo, chamado de Street Fighter: The Miniature Game, é totalmente licenciado pela Capcom e seria mais um item para celebrar o aniversário de 30 anos da série. O mais interessante da história é que a meta inicial era US$ 400 mil (R$ 1,341 milhões), um número relativamente alto, mas que foi conquistado em menos de 24 horas. Na verdade, em menos de um dia a meta já havia sido batida e já passava de US$ 500 milhão (R$ 1,676 milhões).

O jogo funciona com miniaturas dos personagens (que, em primeiro momento, parecem espetaculares), que devem andar em um tabuleiro de grade que tem muitos obstáculos, que podem ser derrubados pelos personagens. As partidas podem ser 1 versus 1, em equipes ou de forma cooperativa para derrotar chefões (como M. Bison).

Aparentemente, os golpes funcionam em uma mistura clássica de boardgames, envolvendo rolagem de dados e utilização de cartas (que podem ser de habilidades, como Projéteis, Especiais e Ataques ou de Eventos). Tudo isso combinado ao que parece ser miniaturas de altíssima qualidade à la amiibo, o projeto parece promissor.

Street Fighter

Infelizmente, Street Fighter: The Miniature Game é exclusive do Kickstarter. O que isso quer dizer? Se você não der o suporte para o game sair do papel e na quantia suficiente para ganhar um exemplar, não terá como comprá-lo depois. Certamente, ele deve pintar em sites de vendas com preços maiores, mas o preço provavelmente será exorbitante.

Street Fighter: The Miniature Game está atualmente com quase US$ 600 mil (R$ 2 milhões) e ainda tem 28 dias para terminar a campanha.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.