Brasileiro de Overwatch: favoritos vencem, mas com dificuldades

Brasileiro de Overwatch: favoritos vencem, mas com dificuldades

Último Vídeo

A oitava rodada do Brasileiro de Overwatch retorna com muitas mudanças nas formações dos times. Apesar das modificações, os resultados foram esperados, mas com certa dificuldade para os times tidos como favoritos.

A Brasil Gaming House segue líder absoluta. Já na outra ponta da tabela, a Avonts continua sem pontuar no campeonato. A disputa mais acirrada está para ver quem fica com a segunda colocação, Keep Gaming e Uprising venceram seus jogos e continuam empatados. A quarta colocada, WS eSports, também venceu, mantendo a distância para as outras equipes.

Confira como ficou a tabela completa do campeonato após a rodada:

overwatch tabela

Six eSports VS Keep Gaming

Mapa 1 – Kings Row

Com uma bela combinação de habilidades supremas,  Hanzo e Zarya eliminam 3 membros da equipe da Six. A Keep limpa o ponto, e com rapidez consegue a carga. O restante da fase de ataque da KG é ainda mais tranqüilo, a Six não tem força para contestar a carga, perdendo a primeira rodada.

Invertendo os papéis, a Six começa muito bem com eliminações individuais, mas a Keep consegue recuar, cede um pouco de terreno, mas não o ponto.

“Fantasminha” utiliza muito bem seu Genji, abatendo 3 com sua habilidade suprema, mas a equipe da Six não conseguia coordenar um ataque para tomar a carga, perdendo em Kings Row sem tomar um único ponto.

Mapa 2 – Nepal

O segundo mapa do embate começa com a Six forçando bem e dominando o ponto, com uma postura de “pick offs”. A estratégia da Six acaba caindo perante a organização da Keep, que consegue tomar o ponto e segue dominante, ganhando a primeira rodada.

Em uma estratégia pensada para “quebrar” as ressurreições da Mercy, a Keep utiliza muito bem seu Genji, jogando em profundidade e não deixando o suporte adversário exercer sua função.  A Keep é ainda mais dominante na segunda rodada em Nepal e fecha a partida em 2 a 0.

North Lions Black VS Brasil Gaming House

Mapa 1 – Numbani

A líder absoluta do campeonato prova o porquê de estar nessa posição. Com uma pressão muito forte com a Pharah por cima e no chão com a Tracer, a BGH expulsa a NLB do primeiro ponto muito rapidamente.

A Lions só assiste a carga avançar e consegue responder no desespero no último ponto, trazendo um Roadhog para segurar. Mas foi só questão de tempo para a BGH quebrar esse bloqueio e ganhar a rodada de ataque.

Para defender o ponto, a BGH traz uma composição de 3 tanques, que funciona. Mesmo a NLB conseguindo agredir, a líder do brasileiro conseguia recuar e se reagrupar, sem ceder mais de um abate para o adversário, fazendo uma defesa perfeita.

Mapa 2 – Anubis

O segundo mapa não começa bem para a BGH, mudando a estratégia de defesa, sendo muito mais agressiva e menos precavida. A NLB consegue se aproveitar, e mesmo na prorrogação, conquista o primeiro ponto.

A BGH não consegue se adaptar ao ataque, não muda sua composição nem estratégia e perde o segundo ponto. Procurando redenção, a Brasil Gaming House faz um ataque fulminante, não dando tempo nenhum da NLB respirar. A BGH consegue os dois pontos sem dificuldade e leva para o desempate da série.

Em seu último ataque, a Gaming House tinha 6 minutos para trabalhar e enfrentou uma composição de defesa da NLB muito consistente. Após alguns ataques frustrados, a líder do campeonato consegue se adaptar e fecha a partida.

Avonts VS Uprising

Mapa 1 – Gibraltar

Começando no ataque, a equipe da Uprising conseguiu mover a carga até o primeiro ponto sem muitas dificuldades.  “Stylo” de Roadhog conseguia quebrar muito a composição da equipe da Avonts. O ímpeto da Up é impedido no segundo ponto, a equipe defensora consegue se defender muito tempo e se mantém no terreno alto. A Uprising consegue trabalhar boas “ultimates” do Soldado 76 e Roadhog e vence a rodada, mas com muita dificuldade.

Na inversão dos lados, a Avonts precisava levar a carga até o ponto final para empatar o mapa. Mas diferente da Up, a lanterna do campeonato não conseguia encaixar um ataque bem-sucedido, levando a carga apenas até o primeiro ponto, perdendo o mapa.

Mapa 2 – Torre Lijiang

Na disputa do ponto, a Up sai com uma composição diferente e é punida pela Avonts, que elimina grande parte dos adversários e domina o ponto com facilidade. A Uprising muda sua formação e trabalha muito bem a retomada do ponto. O combo de habilidades supremas de Zarya e Junkrat funciona, e a Up garante a primeira rodada.

Para garantir a vitória, a equipe da Uprising trouxe uma composição com muito escudo. Orisa e Reinhardt davam a proteção necessária para Bastion fazer a defesa do ponto sem sofrer grandes ameaças. Além disso, Devest brilhou com a sua Pharah, deixando a equipe da Avonts acuada na base.

WS eSports VS Dogma eSports

Mapa 1 – Gibraltar

A Dogma começa atacando, e a equipe aposta uma Widow no ataque, mas a sniper não encontra os abates e acaba não encaixando. A composição da WS mais tradicional com 2 suportes, 2 atacantes e 2 tanques funciona, não perdendo nenhum ponto. Já a WS no ataque consegue fazer funcionar sua composição, atropela a defesa e chega no primeiro ponto, abrindo 1 a 0 na série.

Mapa 2 – Torre Lijiang

No modo domínio de ponto, a WS não conseguiu ser tão imponente. A primeira rodada foi totalmente da Dogma. Após conseguirem uma boa invasão e tomada, a equipe não teve trabalho de manter o ponto. As rodadas subsequentes foram dignas de final de campeonato.

Com pontos sendo disputados até o último minuto, os talentos individuais fizeram a diferença. Junkrat foi o personagem do mapa, desequilibrando para ambas as equipes, mas Macca consegue uma eliminação de equipe no último instante e garante a vitória para a WS.

A 9ª rodada do campeonato Brasileiro de Overwatch volta no próximo dia 26 (quinta-feira) às 19h no canal da Promo Arena na Twitch.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.