Voxel

Call of Duty: Advanced Warfare – tudo sobre o multiplayer do game [vídeo]

Último Vídeo

A Activision e a Sledgehammer Games aproveitaram o início da Gamescom 2014 para revelar os primeiros detalhes do multiplayer de Call of Duty: Advanced Warfare. Apostando em partidas com maior verticalidade, os desenvolvedores aproveitam o cenário futurista do game para mexer um pouco com a fórmula consagrada da série.

A principal novidade fica pela inclusão do sistema de exoesqueletos, que permitem trabalhar de forma diferenciada com os conhecidos “perks” e equipamentos personalizáveis. A promessa é a de que as partidas continuem com o mesmo ritmo frenético de antes, mas que se tornem mais variadas graças à inclusão de refinamentos e novas possibilidades táticas.

Verticalidade

O núcleo do novo modo multiplayer é o exoesqueleto, que possibilita usar uma espécie de “pulo duplo” que permite aos jogadores alcançarem alturas que seriam inacessíveis nos Call of Duty anteriores. Além disso, o equipamento oferece uma espécie de “turbo” que garante a movimentação rápida para uma direção selecionada pelo jogador — algo que possibilita se esconder atrás de algum obstáculo ou sair do caminho de disparos inimigos.

O equipamento pode ser personalizado tanto de forma estritamente visual quanto em matéria de habilidades. É possível investir em habilidades que permitem flutuar durante certo período, escudos com durabilidade limitada e sistemas de camuflagem, entre outras opções.

Além disso, o equipamento modifica a maneira como você lida com granadas e outros tipos de explosivos. Durante a demonstração, foi possível ver relances de uma tela repleta de opções de munição — muitas delas provavelmente restritas à sua evolução dentro do game.

Muitas opções de customização

Outro ponto que fica claro em Advanced Warfare é que a Sledgehammer Games quer que os jogadores se sintam realmente únicos no universo multiplayer. Para isso, a companhia investiu não somente em várias opções de armamentos (vão ser 350 no lançamento) como também vai disponibilizar várias opções de capacetes, roupas e outros acessórios.

As opções de personalização também se refletem no novo sistema batizado como “Pick 13”, uma evolução do “Pick 10” visto em Black Ops 2. Na prática, isso significa que você pode optar por 13 “coisas” diferentes na hora de montar seu personagem: sejam elas equipamentos, perks, itens ou habilidades especiais (como aprimorar o tempo que o escudo que você escolheu pode funcionar, por exemplo).

Caso você esteja preocupado quanto ao desempenho de suas escolhas, agora há uma espécie de “campo de treinamento virtual” no qual é possível testá-las. Assim, não é preciso mais lidar com uma partida mal-sucedida simplesmente para perceber que era uma melhor opção ter permanecido com sua velha metralhadora do que ter optado por aquela carabina poderosa, mas imprecisa.

Assim que você terminar sua personalização, seu personagem é enviado ao novo lobby de espera. Além de exibir os nomes de seus companheiros e adversários, essa área possibilita realizar comparações de equipamentos e conferir as personalizações realizadas por cada participante — algo que serve como estímulo para você continuar investindo seu tempo no game e causar inveja nos demais participantes.

Mapas e modos

Durante a apresentação em Colônia, a Activision exibiu quatro primeiros (de muitos) mapas que vão ser cenários para a matança entre os jogadores. Entre eles estão Biolab (um laboratório futurista), Ascend (um terminal de um elevador espacial), Riot (situado em uma prisão abandonada em Bagdá) e Defender (baseado em uma versão apocalíptica de São Francisco).

Mesmo durante a breve demonstração em vídeo, é possível notar como o sistema mais vertical da jogabilidade influenciou na construção de obstáculos e outros elementos. Além disso, muitos dos perks e killstreaks do jogo vão trabalhar de maneira integrada aos mapas — seja permitindo acionar um sistema de detecção de inimigos ou uma metralhadora automática que vai atirar em qualquer adversário que se aproximar.

Ao todo, Advanced Warfare vai contar com 12 modos de jogo no momento em que chegar às lojas, incluindo clássicos como Team Deathmatch, Domination, Kill Confirmed, CTF e Search and Destroy. Além disso, os desenvolvedores confirmaram o retorno dos populares Hardpoint e de uma versão reformulada de War, opção que agora passa a ser conhecida como Momentum.

O destaque da apresentação nesse sentido foi o modo Uplink, no qual dois times lutam pelo controle de um satélite com formato semelhante ao de uma bola de basquete. O objetivo é tomar o domínio do objetivo e atirá-lo em direção a um vortez colorido com a intenção de marcar pontos — imagine uma partida da NBA com tiros e exoesqueletos e você vai ter uma ideia do que a Sledgehammer Games criou.

Influenciado por Titanfall? Quem liga?

Questionado pelo site VG 24/7 quanto as semelhanças entre Advanced Warfare e Titanfall, o cofundador da Sledgehammer, Michael Condrey não demonstrada medo em falar sobre o assunto. “Olhe, trabalhamos com entretenimento e fazemos games em primeiro lugar. Se você quer a resposta do cara de relações públicas, pergunte a ele”, afirmou.

“O que eu posso te dizer é isso: iniciamos esse projeto há três anos, logo após o final da E3, com o grande objetivo de inovar. E eu acho fascinante como o zeitgeist (nota do redator: termo que determina o “espírito de uma época”)  da tecnologia realmente se espalhou pela cultura pop. Pense sobre “Elysium”, “Obvilion” e “Edge of Tomorrow”, três grandes blackbusters. Todos eles foram lançados com menos de um ano de distância e tiveram como base exoesqueletos. Ao mesmo tempo, esse é o núcleo de novo jogo”, afirma.

Independente das comparações, fato é que o multiplayer de Advanced Warfare definitivamente parece ter os elementos que o tornam digno de carregar o nome Call of Duty. E, ao menos pelo que pudemos notar durante a apresentação, os desenvolvedores ainda guardam algumas surpresas antes de o game chegar às lojas — entre elas, a possibilidade de jogar com os “Goliaths”, dispositivos mecânicos gigantescos que devem ajudar a aprimorar os exoesqueletos usados pelos jogadores.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.