Call of Duty: WWII vendeu 57% a mais que Infinite Warfare no lançamento
100
Compartilhamentos

Call of Duty: WWII vendeu 57% a mais que Infinite Warfare no lançamento

Último Vídeo

A transição do futuro para a Segunda Guerra Mundial fez muito bem para a série Call of Duty no que diz respeito às suas vendas. Segundo a empresa Chart-Track, Call of Duty WWII vendeu 57% a mais cópias físicas do que Call of Duty: Infinite Warfare em seu lançamento no Reino Unido — o que garantiu a primeira posição do Top 10 de vendas na região.

A notícia deve ser encarada positivamente pela Activision, que viu uma história bastante diferente acontecendo em 2016. Quando Infinite Warfare chegou às lojas, ele já havia registrado uma queda de 48% em vendas em relação a Black Ops 3, o que, na época, foi interpretado como sinal de que o público estava um pouco cansado da franquia.

Call of Duty

Vale notar que os números da Chart-Track não levam em consideração os números registrados pela Activision no campo digital. No entanto, a própria publicadora reconheceu recentemente que, tradicionalmente, somente 20% a 30% das vendas da série ocorrem por lojas digitais, o que significa que os números registrados podem não ser tão maiores assim do que as vendas físicas.

Confira o Top 10 de vendas no Reino Unido na última semana:

  • 1. Call of Duty WWII
  • 2. Assassin’s Creed Origins
  • 3. FIFA 18
  • 4. Super Mario Odyssey
  • 5. Gran Turismo Sport
  • 6. Wolfenstein 2: The New Colossus
  • 7. Forza Motorsport 7
  • 8. Mario Kart 8 Deluxe
  • 9. Forza Horizon 3
  • 10. Terra-média: Sombras da Guerra

Notícia editada

A versão original desta notícia afirmava que as vendas de Call of Duty: WWII na verdade haviam sido inferiores às de Infinite Warfare, algo que foi apontado por nossos leitores na seção de comentários. Como autor da nota original, peço desculpas sinceras a todos que acompanham o Voxel e prometo redobrar as atenções para que uma situação do tipo não se repita futuramente. 

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.