CBLoL - Exódia da Keyd oblitera, Red Corinthians passa aperto, mas vence
09
Compartilhamentos

CBLoL - Exódia da Keyd oblitera, Red Corinthians passa aperto, mas vence

Último Vídeo

O tão aguardado formado de melhor de 3, tão pedido por fãs e jogadores, estreou na competição. Mudanças também nas line-ups das equipes, expectativas grandes na estreia dos jogadores estrangeiros  principalmente dos coreanos —, a formação supervencedora que a Vivo Keyd montou, e como a Pain iria se sair sem sua maior e principal estrela, Kami.

Vivo Keyd x INTZ

O CBLOL 2018 não poderia começar de uma forma melhor. A maior rivalidade do LoL nacional foi posta à prova. A equipe sensação montada pelo Vivo Keyd neste ano, apelidada de “exódia”, enfrentou a campeã da primeira Superliga, INTZ. O primeiro embate das duas gigantes começou intenso; logo no primeiro embate na selva, as equipes gastaram a maioria dos seus feitiços, mas não converteram em abates.

A VK manteve a agressividade, sempre à frente no placar de abates; a diferença em ouro não disparava por conta do número de torres derrubadas da equipe da INTZ. O equilíbro não demorou a cair; luta após luta, a VK construiu a sua vantagem e conseguiu uma primeira vitória relativamente tranquila.

Na segunda partida da série, os intrépidos foram ainda mais passivos. Mesmo alcançando o primeiro abate da partida, a INTZ não conseguiu impor seu ritmo de jogo, perdendo nas rotações e na utilização dos teleportes. O Exódia estreou obliterando seu principal rival, mostrando que a line-up continua muito forte.

CNB x Kabum

Ambas as equipes precisavam se provar. A Kabum, que no último CBLoL não conseguiu ter grandes resultados, foi para o desafiante, sendo campeã tendo Titan como destaque do campeonato. Seu adversário tinha uma missão muito mais difícil. Mesmo sendo uma equipe de grande tradição no cenário, os blumers não vivem um bom momento há certo tempo. Com uma repaginada em sua line-up, incluindo jogadores bem experientes, se esperava uma grande pressão da CNB, mas não foi o que aconteceu.

Em ambas as partidas, a Kabum ditava o ritmo, sempre à frente no farm, rotações e objetivos. Os blumers eram obrigados a apenas tentar responder às agressões da KBM. Em uma série tranquila, a atual campeã do circuito desafiante deu uma aula de rotação e pressão de jogo, venceu a CNB e garantiu os três pontos.

Team One x Pain Gaming

Revivendo a final do último CBLoL, a Pain estava disposta a conseguir um resultado diferente do último embate no campeonato, mas os golden boys saíram na frente. Com uma composição muito mais agressiva, a Team One foi suprema no controle dos objetivos, conquistando todos no início do jogo.

Porém, os golden boys não conseguiram manter o fôlego para a transição para o meio do jogo. A escolha de Fiddlesticks não se pagou; a Pain tinha muitas maneiras de evitar a entrada forte do adversário, com uma linha de frente mais concisa e um ótimo posicionamento dos seus causadores de dano. Foi questão de tempo para a PNG controlar os objetivos e fechar a primeira partida da série com vitória.

Diferente da primeira partida, a TOne não conseguiu controlar os objetivos no início da partida. Mesmo tendo uma composição com muita mobilidade, perdeu nas rotações para a Pain, que também se dava melhor nas lutas em equipe. Após uma chamada desesperada, os golden boys tentaram fazer um barão surpresa, mas a PNG respondeu, venceu a luta e, com o bônus, invadiu a base da Team One e fechou a série com vitória, provando que consegue se sair muito bem sem Kami, ao menos por enquanto. 

Red Canids Corinthians x Pro Gaming

A expectativa era grande para a estreia da Red Canids Corinthians, muito por conta da contratação de vários estrangeiros pela equipe, que optou por colocar em jogo os coreanos "Winged" (caçador) e "Sky" (meio). Com uma partida muito estudada, o jogo foi ter sua primeira eliminação apenas aos 12 minutos, a favor da Red.

Após a eliminação, a matilha acelerou o jogo, a sinergia entre os coreanos se pagou, com "Winged" sendo muito presente no mapa inteiro com seu Jarvan IV, facilitando a formação da sua equipe crescer muito rápido. Com isso, a Red lutou bem  com direito à eliminação tripla do "Sky" com a sua Cassiopeia —, conseguiu o bônus do barão e a primeira vitória na série.

Assim como na primeira partida, o embate começou morno, mas dessa vez a agressividade veio da parte da ProGaming. O caçador "Minerva" foi responsável por colocar muita pressão na equipe da Red Corinthians, que não soube lidar com a Evelynn adversária. Após os 20 minutos, a PRG forçou um dragão, a Red tentou contestar, mas perdeu dois jogadores, o dragão e uma torre, ficando 4 mil de ouro atrás, o que complicou muito a sua situação. Foi questão de tempo para a matilha ceder o bônus do barão, ter sua base invadida, e a ProGaming levar a série para a terceira partida.

O jogo de desempate começou bem mais favorável para a PRG. Com muito mais ímpeto, a equipe conseguiu os primeiros abates e torre, abrindo certa vantagem. Demorou para a Red se encontrar, a dupla coreana não conseguiu se encaixar mais, restando para os brasileiros a tarefa de puxar a responsabilidade, destaque para "Lep" com seu Gnar.

A partida tomou ares de final de campeonato, sendo muito disputada por ambas as equipes. A PRG, mesmo conseguindo o bônus de barão, não conseguiu adentrar a base da Red, que se segurou na base, lutou melhor e, em uma virada incrível, alcançou a vitória na série.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.