CD Projekt RED toma passos para se proteger de uma compra hostil

CD Projekt RED toma passos para se proteger de uma compra hostil

Último Vídeo

Quem acompanha as notícias recentes sobre a Ubisoft sabe que a empresa está preocupada com os passos que a Vivendi tem dado para comprar suas ações, o que poderia fazer ela perder sua autonomia. Ciente de que pode passar pelos mesmos problemas em breve, a CD Projekt RED — conhecida pela série The Witcher — está tomando atitudes para evitar que isso possa acontecer.

No dia 29 de novembro, a companhia vai promover uma reunião com acionistas em que vai apresentar três propostas:

  • 1. Permitir ou não que a companhia compra de volta cerca de US$ 64 milhões em ações;
  • 2. Votar se as marcas pertencentes à CD Projekt RED devem ser fundidas sob o domínio de uma única companhia;
  • 3. Votar em uma mudança de estatuto.

A mudança de estatuto que deve ser proposta prevê restrições à capacidade de votação de acionistas que possuem mais de 20% da companhia. Essa cláusula só deve ser evocada caso o acionista em questão tente comprar as demais ações da companhia por um preço fixado e aumente sua participação para mais de 50%.

O objetivo da mudança é assegurar os interesses de todos os acionistas caso surja um grande investidor interessado em comprar a CD Projekt RED. O que não fica claro é se um nome com tais características já existe ou se a companhia está meramente se protegendo de uma situação futura — vale lembrar que rumores já indicaram que a Electronic Arts tinha interesse em uma aquisição.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.