Voxel

CEO da Crytek acha que a próxima geração de consoles não será tão impactante quanto as anteriores

Último Vídeo

Img_normal
Cevat Yerli, CEO da Crytek, acredita que o alto custo de memória e dos componentes que vão gerar a grande capacidade de processamento da próxima geração de consoles tornarão impossível que ela consiga ter o mesmo tipo de impacto tão poderoso quanto a atual teve e que as anteriores tiveram. Yerli fez questão de afirmar que o potencial motor da oitava geração não será muito diferente dos PCs mais poderosos de hoje.

O site Videogamer perguntou ao CEO o que ele gostaria que a Sony e a Microsoft disponibilizassem para os seus próximos consoles. Yerli afirmou que a principal característica técnica que ele queria que recebesse atenção especial é a memória de processamento. “Para todos os desenvolvedores, não importa quão grande seja, a memória dos consoles nunca é grande o suficiente”, explica o chefe da Crytek.

“A memória é, de longe, o componente mais importante de uma plataforma, e ela nunca é balanceada o suficiente para os criadores. Eu, pessoalmente, nunca vi um console cuja memória estava na quantidade ideal para uso”, reclama Yerli. Tanto o Xbox 360 quanto o PlayStation 3 têm problemas sérios de quantidade de memória e isso acontece sempre pela mesma simples razão: a memória é a parte mas cara do console.

Novos números


Enquanto o Xbox 360 e PlayStation 3 contam com 512 MB de RAM cada um, o próximo console da Microsoft deve garantir cerca de 8 GB de memória. Esse recente rumor revelado pelo site CVG confirmaria a opinião do líder da Crytek, que prevê uma geração com menos impacto do que as anteriores.

Assim, será que os desenvolvedores vão achar que, desta vez, os consoles têm uma quantidade de memória suficiente? Temos que esperar para ver. Enquanto isso, aproveite para conferir o “Destrinchamos o Trailer” das Sete Maravilhas de Crysis 3, gravado ao vivo ontem pelo TecMundo Games.

Fonte: Videogamer

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.