CEO da Epic Games afirma que o Windows 10 pode piorar o Steam aos poucos

CEO da Epic Games afirma que o Windows 10 pode piorar o Steam aos poucos

Último Vídeo

Um dos principais críticos da Microsoft no mundo dos PCs, Tim Sweeney (CEO da Epic Games) voltou a criticá-la em uma entrevista recente à revista Edge. Segundo ele, o sistema operacional Windows 10 representa um perigo para os jogadores e pode, aos poucos, criar restrições que vão prejudicar serviços de terceiros como o Steam.

Sweeney voltou a criticar a Plataforma Universal do Windows, que possui um formato mais fechado e restritivo do que o sistema Win32 usado pela maioria dos games atuais. “O risco está ali, se a Microsoft convencer todos a usarem o UWP, então eles podem acabar com os apps em Win32”.

“Caso eles sejam bem sucedidos em fazer isso então é um passo pequeno forçar que todos os apps e jogos sejam distribuídos pela Windows Store. Assim que atingirmos esse ponto, o PC se tornou uma plataforma fechada. Não vai ser o caso de um dia eles acionarem um botão que vai quebrar sua biblioteca do Steam — o que eles estão fazendo é uma série de manobras sorrateiras. Eles tornam cada vez mais inconveniente usar apps antigos e, simultaneamente, tentam virar a fonte única de novos”.

Ameaça a médio prazo

Sweeney explica que, embora o Steam não deva morrer imediatamente, ele pode estar ameaçado em um período de 5 anos. Ele acredita que atualizações obrigatórias para o Windows 10 podem “quebrar” aos poucos o sistema da Valve, que pode se tornar tão cheio de bugs que, de repente, a Windows Store pode parecer a alternativa ideal para a compra de conteúdos.

Sweeney acredita que o plano da Microsoft a longo prazo é acabar com o Steam

“Isso é exatamente o que eles fizeram com competidores em outras áreas. Agora estão fazendo isso com o Steam, só está começando a se tornar algo evidente. A Microsoft pode não ser competente o suficiente para ser bem sucedida com seu plano, mas eles com certeza estão tentando”, afirma o CEO da Epic. “Eles estão tentando copiar o modelo da Apple, mas perceberam que você não pode simplesmente apertar um botão. Isso tem que ser atingido em mudanças feitas com passos pequenos”.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.