Chefe do Xbox explica a importância da retrocompatibilidade
302
Compartilhamentos

Chefe do Xbox explica a importância da retrocompatibilidade

Último Vídeo

Um dos principais defensores da retrocompatibilidade, Phil Spencer, conhecido como o “chefão” da divisão Xbox, explicou a importância do recurso em uma entrevista à Wired. Segundo ele, a opção representa tanto uma oportunidade comercial para empresas da área (que podem reaproveitar propriedades antigas) quanto como uma forma de conservar experiências do passado para as novas gerações.

“Vejo games como uma forma de arte”, explicou Spencer. “Os jogos de console podem se perder quanto gerações de hardware vão embora. Pode ficar mais desafiador jogar os games de seu passado”, continuou. “Há algo a ser aprendido das experiências que eu joguei quando era uma criança. Há um bom negócio para os donos do conteúdo, mas, como jogadores, é bom poder entender como essa forma de arte evoluiu”.

Há algo a ser aprendido das experiências que eu joguei quando era uma criança

Atualmente há mais de 400 games do Xbox 360 que podem ser jogados no Xbox One, que também deve ganhar retrocompatibilidade com o Xbox original em breve. Entre as vantagens do sistema está o fato de ele aceitar sem problemas discos físicos que você já tem em sua coleção, bem como as compras digitais feitas no passado que estão atreladas à sua conta da Microsoft.

O recurso, que também estará presente no Xbox One X, também traz algumas vantagens em relação ao passado como, por exemplo, a possibilidade de jogar alguns games com taxas de quadro mais estáveis. Totalmente gratuito, o recurso foi introduzido oficialmente pela fabricante durante sua conferência na E3 de 2015.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.