Cocriador da divisão Xbox comenta sobre DRM, limitações e decisões erradas
29
Compartilhamentos

Cocriador da divisão Xbox comenta sobre DRM, limitações e decisões erradas

Último Vídeo

O cocriador da divisão Xbox, Ed Fries, participou de uma sessão de perguntas e respostas no site Yabbly. Ele chamou a atenção por levantar questões sensíveis em relação à postura da Microsoft no lançamento do Xbox One e às políticas inicialmente anunciadas.

Questionado sobre a resolução menor dos jogos no Xbox em relação ao PS4, ele respondeu: “Não sou um especialista, mas, pelo que percebo, a Microsoft reservou algum poder do Xbox One para o sistema operacional e disse aos produtores que o devolveria no futuro. Até agora isso não aconteceu, e é por isso que os jogos não conseguem atingir resoluções tão altas como teriam se tivessem esse poder extra. Pelo menos é o que tenho ouvido em conversas com produtores”.

Fries continuou falando da surpreendente decisão da Microsoft em desistir da obrigatoriedade de conexão à internet permanente no console, entre outras mudanças ocorridas por forte pressão da mídia à época. Alguns jogadores, contudo, perceberam o potencial de alguns dos sistemas de DRM, mas Fries diz que a Microsoft poderia ter evitado o escândalo se tivesse posicionado a sua plataforma mais próxima de algo como o Steam.

"Penso que a história da distribuição digital/DRM poderia ter sido aceita se tivessem adotado o Steam como modelo, em vez de algo que não era Steam, ou outro modelo positivo para os seus clientes. Depois, quando as pessoas se queixaram, eles se livraram dos sistemas em vez de os corrigirem para se tornarem aquilo que as pessoas queriam. Esperamos, agora que eles têm mais tempo, vão consertar a bagunça."

Apesar de muitos jogadores e importantes figuras da indústria terem sido favoráveis à mudança nas políticas da Microsoft para o Xbox, isso não agradou a todos. Uma petição iniciada por alguns fãs pede justamente o retorno de alguns recursos do modelo de DRM inicial.

Finalmente, Fries comentou sobre o rumor de uma possível venda da divisão Xbox, afirmando que os executivos da gigante tecnológica de Redmond seriam loucos se fizessem isso. “Penso que seria idiota para a Microsoft vender a divisão Xbox. É a maior e mais bem-sucedida marca que criaram nos últimos 15 anos. Deveriam aprender com o sucesso da Xbox e criar mais coisas do gênero, não vendê-la”.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.