Voxel

CoD Black Ops: modos cooperativos, edições limitadas e o futuro da franquia

Último Vídeo

Img_normal

A Treyarch confirmou em entrevista ao site Gamertagradio.com que Call of Duty: Black Ops não conterá um modo campanha cooperativa. Nas palavras do próprio produtor executivo, Dan Suarez: “Não haverá campanha cooperativa este ano”. Em vez disso, o modo co-op local trará um treinamento de combate e um modo multiplayer com tela dividida.

Entretanto, o chefe da comunidade da Treyarch, Josh Olin, afirmou que o modo cooperativo de Black Ops ainda tem muita coisa para mostrar. Então... O negócio é esperar, certo?

Revelado headset de Black Ops

A desenvolvedora de “parafernálias para jogos” Mad Catz revelou recentemente o visual do seu headset exclusivo para Call of Duty: Black Ops. O novo “brinquedinho” virá contará com três modelos diferentes — Digital 5.1, ProGaming Headset Dolby Digital 5.1, ProGaming Headset Dolby Digital True 5.1 —, todos devidamente estampados com o logotipo do game. Para fazer a coisa toda funcionar, aparece a tecnologia Tritton, com qualidade 5.1 e sem fio.

“Multiplayer de Black Ops será sempre gratuito”

O chefão da Treyarch, Mark Lamia, afirmou que o time envolvido no projeto pretende dar suporte extensivo a Black Ops. Além disso, Lamia acredita que não há necessidade de um passe online — do tipo que praticamente inutiliza um jogo de segunda mão ao cobrar uma taxa para se jogar online — para dissuadir a venda de jogos usados. “Eu quero levar a coisa para outra direção, dando razões realmente boas para que os jogadores mantenham seus games ao invés de trocá-los”, afirma Lamia.

Img_normalEm entrevista ao site MCV.com, Lamia reforçou que o componente multiplayer está incluído no jogo que se compra, e que, portanto, não faz sentido pagar uma taxa adicional para jogar online. “O [modo] multiplayer é essencial para o sucesso dessa série. Ele tem um grande poder de permanência — existem milhões de pessoas que jogam Call of Duty todos os dias”.

Entretanto, reforça o executivo, trata-se de um processo continuado. “O esforço colocado em um suporte multiplayer se torna uma coisa viva — nós temos um time que continua a trabalhar nesse sentido paraWorld at War. Nós fizemos isso por muito tempo, e pretendemos fazer o mesmo por este jogo [Black Ops]”.

Por fim, Lamia reforça que o suporte para Black Ops fará você manter a sua cópia por muito tempo. “Esse será o nosso foco após o lançamento: ter a certeza de manter os nossos fãs envolvidos para que, esperamos, eles queiram continuar jogando e não troquem as suas cópias”. Pois é, nenhum truque sujo na manga para acorrentá-lo à sua cópia de Black Ops.

Black Ops: o mesmo no PC e nos consoles

A experiência de CoD: Black Ops será a mesma no PC e nos consoles, garantiu o responsável pela versão para PC, Cesar Stastny, em entrevista ao site IGN.com. “O que nós realmente estamos tentando fazer neste título para o PC é dar à comunidade do PC o mesmo jogo que os caras (sic) dos consoles terão, mas de uma forma que faça sentido no PC”.

Img_normal

Para ser um pouco mais específico, “você poderá participar de partidas ranqueadas, e não haverá muitas opções para alterar o andamento do jogo, já que é basicamente a mesma experiência dos consoles”. Por outro lado, “você pode jogar partidas não ranqueadas, podendo então personalizar o seu jogo”.

Ademais, Stastny cita algumas mudanças que poderão ser aplicadas sobre vários modos de jogos, de forma que estes passem a funcionar seguindo certas regras, tais como “sem bônus, apenas escopetas, apenas rifles de mira telescópica”, ou “só headshots matam, um único tiro mata”, etc.

Edição limitada de Black Ops traz arte em laser cel e avatar exclusivo

Caso edições comuns e sem adereços não façam o seu estilo, talvez seja uma boa dar uma olhada nos mimos que as revendedoras Amazon e GameStop reservam para quem fizer a pré-compra de Call of Duty: Black Ops.

Quem adquirir o título através da Amazon garantirá uma arte conceitual em “laser cel”, enquanto que a GameStop garante um avatar exclusivo — “high-altitude flight suit avatar” —, disponível tanto para a PlayStation Home quanto para a Xbox Live. Ok, a quantidade não é tão comum para uma edição limitada: são 100 mil cópias. Mas, ei! É CoD, certo?

Call of Duty deve se tornar “mais realista” e “mais envolvente” no futuro

Durante a conferência Deutsche Bank 2010 Technology, o CEO da Activision, Bobby Kotick, afirmou que, para vislumbrar o futuro da série Call of Duty, basta olhar para Black Ops. “Eu acho que quando vocês virem Black Ops durante as próximas férias, isso dará uma boa ideia de como os jogos serão no futuro”, afirma Kotick.

Resumidamente, “se você olhar para aquele jogo [Black Ops], a coisa toda simplesmente vai se tornar mais rica, com personagens mais profundos e com história cada vez mais envolvente”.

Kotick também discute as novas tecnologias que tornarão os personagens in-game cada vez mais persuasivos, tais como atores reais (bons atores, é claro). “Os personagens que você vê na tela vão se tornar muito mais realistas do que hoje”, afirma Kotick. “Eles serão mais convincentes, serão mais criveis; haverá muito mais possibilidades, sob o ponto de vista da jogabilidade, em relação ao que há atualmente”.

Em relação à nova menina dos olhos do mercado de games, Kinect e PlayStation Move, Kotick afirma: “Essas provavelmente serão as grandes mudanças que expandirão o apelo dos video games”. Trata-se “das primeiras oportunidades para alcançar um consumidor que nunca jogou video games”.

Img_normal

Enfim, enquanto a era de ouro dos controles sensíveis a movimentos não chega, talvez seja uma boa simplesmente juntar alguns trocados para comprar Call of Duty: Black Ops no próximo dia 9 de novembro. Aguarde novidades.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.