Sem código-fonte original: Crash Remaster de PS4 teve que ser feito do zero

Sem código-fonte original: Crash Remaster de PS4 teve que ser feito do zero

Último Vídeo

Um dos grandes lançamentos de junho é Crash Bandicoot N. Sane Trilogy, game que trará os três jogos clássicos da série Crash, de PS1, ao PS4. Se você acha que remake significa refazer algo do zero, então provavelmente terá certeza que o novo título é um remake, e não um remaster – que é como a Sony anuncia.

De acordo com o pessoal da desenvolvedora de Crash N. Sane Trilogy, nenhum material da trilogia original existe hoje em dia. Segundo Dan Tanguay, designer da remasterização, a Naughty Dog criou uma engine que levava o PS1 ao limite e fez um ótimo trabalho no console, mas o motor gráfico nunca foi usado fora do primeiro PlayStation e não há registro de mais nada.

Em outras palavras, tudo teve que ser replicado na tentativa de se aproximar o mais perto possível do que o original era. E, quando falamos de mecânicas de jogo, isso pode ser complicado – afinal, a velocidade de apenas uma animação pode fazer com o que o jogo se pareça diferente e perca a identidade.

A única coisa que eles tiveram foram as malhas 3D de diversos elementos dos três primeiros games por conta da parceria com a Naughty Dog e a Sony (o que evitou o retrabalho de analisar fase a fase por uma TV e tentar replicar os elementos na mão). Crash Bandicoot N. Sane Trilogy hega no dia 30 de junho para o PlayStation 4.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.