Comparações sobre o combate de Shadow of Mordor não preocupam produtores

Comparações sobre o combate de Shadow of Mordor não preocupam produtores

Último Vídeo

Lançado na última terça-feira (30), Middle-earth: Shadow of Mordor mal chegou e já causou rebuliço na indústria dos games. A nova aventura de escala épica se passa no universo criado por J. R. R. Tolkien e se foca bastante na ação, apresentando um sistema de combate brutal que alguns jogadores acharam que se parece – até demais – com o da série Assassin’s Creed ou o dos jogos da franquia Batman: Arkham. Porém, esse tipo de comparação não parece preocupar os desenvolvedores do game.

A polêmica sobre as similaridades se iniciou no começo do ano, por causa de um dos trailers do jogo. Um ex-funcionário da Ubisoft, que trabalhou nos dois primeiros games da franquia Assassin’s Creed, acabou apontando diversos elementos que pareciam ter sido portados diretamente de AS para Shadow of Mordor.

Em silêncio desde então, Bob Roberts, designer-chefe da Monolith – estúdio responsável pelo título –, resolveu esperar o jogo ser lançado com sucesso para poder falar sobre como tudo isso o fez sentir. Em entrevista ao site IGN, Roberts disse que as comparações nunca causaram nenhum tipo de preocupação ao time da Monolith, já que eles tinham certeza da alta qualidade do game. “Assim que as pessoas põem suas mãos no jogo, param de se preocupar com as comparações e têm a sensação de experimentar algo único”, revelou o designer.

Ele ressalta ainda o trabalho em cima da construção do mundo aberto de Shadow of Mordor, assim como a inovação do “sistema de nêmesis”, que torna cada inimigo um ser único, que vai ficando mais poderoso se o seu herói cair em combate contra ele. “Nunca recebemos críticas negativas vindas das pessoas que tiveram a chance de jogá-lo. Assim que começamos a mostrar o game, ficou claro que não tínhamos nada para nos preocupar”, garantiu Roberts.

Cuidados no desenvolvimento

Outro aspecto complicado que a Monolith teve que enfrentar ao desenvolver Shadow of Mordor, foi a preciosidade dos fãs em relação à obra original de Tolkien. Com a decisão de criar um novo personagem, o ranger – ou andarilho – Talion, o estúdio já sabia que iria pisar no calo de alguns puristas. Rob Roberts diz que o time de desenvolvimento fez o máximo para criar personagens, criaturas e ambientes que parecessem pertencer ao mundo elaborado pelo escritor.

Como não poderia deixar de ser, com o sucesso inicial de público e crítica, já há rumores sobre uma possível sequência à aventura de Talion. Não há nada confirmado, mas, ainda assim, é possível deduzir que a repercussão sobre o game tem agradado tanto à Monolith como à Warner.

Contudo, não há motivos para se ter pressa, já que nem as versões para PS3 e Xbox 360 foram lançadas – a data programada para Shadow of Mordor na geração anterior é 18 de novembro. Enquanto isso, resta aos jogadores se divertirem com o jogo recém-lançado para PC, Xbox One e PlayStation 4. Nada mal, hein?

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.