Voxel

Comunidade de homebrew do Wii U está desmotivada

Último Vídeo

Fonte da imagem: Reprodução/fail0verflow

Em termos simples, fazer um homebrew seria quebrar todas as seguranças de um console, permitindo que qualquer aplicativo seja rodado nele, como um editor de imagens no PSP, por exemplo. Claro, esse é o primeiro passo para conseguir destravar um console e facilitar a sua pirataria, embora não seja o objetivo final. Porém, quando a sua popularidade é baixa, os responsáveis por hackear o sistema ficam desmotivados, pois ninguém além deles aproveitaria o trabalho no qual eles se empenharam tanto para realizar.

Essa é a situação na qual se encontra a comunidade que se encontra desenvolvendo o homebrew do Wii U: embora já tenham quebrado praticamente todas as barreiras de segurança do console, o trabalho maçante de documentar tudo e disponibilizar na internet acaba sendo demais para a boa vontade desses hackers. Dessa forma, se você esperava conseguir piratear algo no Wii U, provavelmente vai acabar ficando apenas na expectativa.

No entanto, isso não é uma exclusividade em relação a esse console: como o principal objetivo do homebrew é permitir que desenvolvedores pequenos consigam lançar jogos para determinada plataforma, o fato de as grandes empresas estarem incentivando o lançamento de jogos indie acaba tornando o homebrew praticamente irrelevante. Além disso, com o mercado de jogos para smartphone e PC cada vez maior, se manter na ilegalidade dessa modalidade de desenvolvimento acaba sendo muito perigoso e nada lucrativo, comparativamente.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.