Voxel

Conheça um pouco mais sobre Snowdrop, a promissora engine de The Division

Último Vídeo

Se você viu o trailer de The Division lançado recentemente deve saber como a engine Snowdrop é poderosa. Mas qual o segredo para algo tão impressionante? A resposta vem da própria Massive (a desenvolvedora do game).

De acordo com o blog da Ubisoft, a Massive, ao contrário do que o nome indica, não é uma empresa tão grande assim. Logo, eles não podiam apostar em uma engine grande, mas sim em algo que fosse eficiente e flexível. “Nós reavaliamos todo o fluxo de trabalho do desenvolvimento para refocar em uma maneira mais esperta, no lugar de maior, de fazer as coisas”, disseram eles.

Com isso, a empresa se focou em três pilares:

  • Usar o Snowdrop para acessar o game diretamente da engine, facilitando a criação de conteúdo para artistas, designers e animadores;
  • Todas as mudanças aplicadas no projeto devem entrar em efeito imediatamente, permitindo que os desenvolvedores façam alterações sempre que necessário sem precisar esperar para ver o resultado;
  • As ferramentas de desenvolvimento devem ser divertidas, para incentivar a criatividade dos desenvolvedores.

Trazendo a realidade para o virtual

Os resultados que tais pilares trazem para a Snowdrop Engine são muitos. Um dos exemplos citados por eles é a destruição de cenários: “o efeito de destruição não é pré-feito no game; ele reage diferentemente dependendo das forças físicas em jogo”, explicaram os desenvolvedores.

A iluminação é outra promessa interessante com a engine. Isso porque a luz se ajusta ao ambiente imediatamente sempre que algo muda, seja um objeto movido, algo destruído ou mesmo o passar do dia. Dessa maneira, os cenários mantêm seu aspecto realístico o tempo todo.

Agora, será que a Snowdrop Engine é mesmo capaz de fazer tudo o que ela promete? Pelos vídeos, tudo indica que sim, mas é sempre uma boa ideia esperar para ver ao vivo.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.