A consequência inesperada do eixo Z em Super Smash Bros. Ultimate

A consequência inesperada do eixo Z em Super Smash Bros. Ultimate

Último Vídeo

Todos os jogos da série Super Smash Bros. utilizam gráficos em 3D e jogabilidade 2D, talvez como fruto da era em que o primeiro jogo foi lançado, no Nintendo 64.

Porém, apesar dos controles completamente bidimensionais de Super Smash Bros. Ultimate, alguns jogadores estão frustrados com efeitos inesperados do eixo Z, ou seja, a profundidade, do jogo.

Alguns golpes — como o Giant Punch do Donkey Kong, o Shield Breaker do Marth e o aéreo superior da Piranha Plant — têm animações que utilizam o eixo Z de renderização. Em outras palavras, os golpes se afastam ou se aproximam da câmera durante a animação. Isso faz com que golpes errem, mesmo que pareçam ter acertado pela perspectiva 2D da câmera.

O mais curioso é que esse efeito é negado por fases como Duck Hunt e Flat Zone, que aplicam um efeito para "achatar" os visuais para um espaço bidimensional. 

O jogador DKWill fez um vídeo explicando o fenômeno. Segundo ele, o comportamento visto nas fases achatadas é o que deveria ocorrer em qualquer situação.

Super Smash Bros. Ultimate está disponível para Nintendo Switch e será um dos principais eventos no torneio de jogos de luta EVO 2019.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários