Controle com sensores biométricos é criado por pesquisadores de Stanford

Controle com sensores biométricos é criado por pesquisadores de Stanford

Último Vídeo

Pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, desenvolveram um protótipo de controle do Xbox 360 que consegue sentir diversas emoções pelas quais os jogadores passam enquanto estão jogando um game (como o grau do batimento cardíaco e o suor das mãos). O objetivo do experimento é que com as leituras dessas emoções os jogos possam ser alterados conforme as pessoas estão se sentindo – por exemplo, se os jogadores estão muito calmos, mais desafios podem aparecer subitamente.

A intenção de Gregory Kovacs, o criador do protótipo, é fazer com que os jogos respondam ativamente ao comportamento das pessoas. "Se os jogadores querem o máximo de compromisso e animação com um jogo, nós podemos medir o seu comportamento para ver quando ele está ficando entediado para, por exemplo, introduzir mais zumbis no cenário", diz Kovacs. Veja um vídeo com explicações em inglês:

Segundo ele, outras aplicações também são possíveis, como fazer com que games que estejam com um ritmo muito acelerado fiquem mais calmos para as crianças – sem falar no uso de tal acessório para títulos de terror (perceber quando você está tranquilo para dar aquele susto). Os sensores biométricos já foram utilizados várias vezes por outras empresas no momento de testar os jogos, porém o objetivo de Kovacs é que eles sejam mais comuns e funcionem em casa.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.