Voxel

Criador de Knack explica os níveis de dificuldade do novo título [vídeo]

Último Vídeo

Knack será um dos primeiros jogos lançados para o PlayStation 4 e com a proximidade do seu lançamento, cada vez mais informações sobre o título surgem na mídia. O mais recente vídeo sobre a produção coloca Mark Cerny, criador do game e chefe de engenharia do PS4, para falar sobre o jogo, seus níveis de dificuldade e semelhanças com outros títulos.

Cerny conta um pouco sobre o gameplay de Knack e o quão grandioso o jogo pode ser. De acordo com o criador, o game deve ser bem desafiador para jogadores mais experientes, caso eles tenham interesse em jogá-lo no modo mais difícil. O diretor conta o quanto o título deve agradar aos fãs de jogos como Jak and Daxter e Crash Bandicoot, títulos nos quais Cerny trabalhou no passado.

O vídeo também revela que um dos objetivos do tipo de desenvolvimento de Knack era fazer com ele seja agradável para pessoas não muito acostumadas com video games, assim como crianças que estão iniciando nesse universo. Para isso, foi criado um DualShock 3 maior para que os desenvolvedores tivessem uma noção de como uma criança se sente ao ter o joystick em mãos e, com isso em mente, pudessem projetar a maneira do game ser jogado.

Co-op local? Aí sim!

Um dos modos de jogo que ficaram meio ausentes na atual geração deve dar às caras já no início da vida do PS4. De acordo com uma entrevista de Mark Cerny ao Joystiq, durante a Gamescom, Knack contará com um modo co-op local para que jogadores possam jogar juntos na mesma tela.

Img_normal

Nesse modo, o segundo jogador pode entrar em qualquer momento da história como uma versão prateada do robô de Knack. Caso o primeiro jogador esteja com pouca energia, o companheiro pode doar partes do seu corpo para poder ajudá-lo.

Cerny revelou que a história só poderá ser avançada pelo Player 1, sendo que o seu companheiro atuará apenas como um suporte a ele.

Knack será lançado em novembro para PlayStation 4.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.