Criador da franquia Dead or Alive critica rumo da série: “Está um desastre”

Criador da franquia Dead or Alive critica rumo da série: “Está um desastre”

Último Vídeo

Embora os corpos esculturais, as medidas generosas e os movimentos sensuais de grande parte das personagens de Dead or Alive façam a alegria de muito marmanjo viciado em games, há quem ache que tudo é extremamente “apelativo”. Entre os que não aprovam o caminho que a franquia vem tomando nos últimos tempos, está o seu próprio criador, Tomunobu Itagaki, que criticou abertamente a forma com que o Team Ninja tem explorado a marca.

O desenvolvedor hoje tem o seu próprio estúdio, chamado Valhalla, e está desenvolvendo o game Devil's Third exclusivamente para o Wii U. Ainda que esteja ocupado, ele recentemente arranjou um tempinho para dar uma entrevista, aproveitando para descer a lenha na sua antiga equipe. Segundo ele, a visão atual do Team Ninja é se focar no conteúdo mais erótico ou sensualizado possível, para “espremer dinheiro dos jogadores mais leais”.

Mesmo admitindo que ele e grande parte dos jogadores, em geral, têm um certo lado “pervertido”, Itagaki acredita que é preciso balancear esse elemento com o resto do conteúdo do game. “Foi por essa razão que criei Dead or Alive Xtreme; para ir ao encontro das pessoas que queriam algo mais casual e sensual mas ao mesmo tempo mantinha esse tom separado do jogo de luta que é DOA. Agora, DOA está um desastre”, disparou o japonês.

O spin-off Dead or Alive Xtreme colocava as beldades da franquia um uma praia paradisíaca, para que o jogador pudesse ajudá-las a coletar roupas, biquínis, acessórios e participar de minigames – tudo regado a muita praia e sol. Em breve vai ser possível tirar suas próprias conclusões sobre os rumos da série com o lançamento de Dead or Alive 5: Last Round, que chega ao PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One em 20 de fevereiro e aos PCs no dia 30 de março.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.