Criador de LawBreakers está disposto a manter o jogo vivo

Criador de LawBreakers está disposto a manter o jogo vivo

Último Vídeo

O lançamento de LawBreakers  (confira nossa análise) está longe de ter sido um grande sucesso e seu criador, Cliff Bleszinski, sabe bem disso. No entanto, em vez de desistir do projeto, ele está disposto a acreditar no sucesso dele em longo prazo e continuar trabalhando para que isso aconteça — algo que deve ser estranho para quem tem em seu currículo nada menos que a criação da série Gears of War.

Em uma entrevista concedida ao site GameSpot, Bleszinski falou sobre o futuro do jogo e sobre quais decisões teria mudado. Segundo ele, lançar perto da “temporada de Destiny” não ajudou muito o game, que amarga um baixo número de jogadores no PC — embora a versão PlayStation 4 aparentemente esteja indo bem.

Segundo ele, há diferenças na maneira como o sucesso ocorre no mundo dos computadores e dos consoles. “Eu não tenho os números, mas se você ver a saúde no PC em relação ao PS4, o PS4 está indo bem”, afirmou. “As pessoas gastam 30 pratas e entram online e não pensam muito nisso. No PC há essa espera por declarar algo um sucesso ou um fracasso por essa cultura da internet que ama só observar as coisas”.

Personagens de LawBreakers

Para manter o jogo vivo, a desenvolvedora Boss Key prepara atualizações rápidas que consertam bugs e corrigem o problema de encontrar partidas. Ao mesmo tempo, o estúdio trabalha em novos mapas, recursos inéditos e classes inéditas, além de entregar aos fãs pedidos como a introdução de um modo ranqueado.

Eu queria fazer um game que, antes de tudo, é um shooter para fãs de shooter

“É uma maratona, não uma arrancada”, explicou Bleszinski. “Vamos continuar iterando e trabalhando nisso. No fim das coisas, eu não queria fazer os mesmos arquétipos de todo mundo. Eu queria fazer um game que, antes de tudo, é um shooter para fãs de shooter”, complementa.

O diretor acredita que o jogo pode seguir um caminho semelhante ao de Warframe, que começou fraco, mas ganhou vários fãs graças ao trabalho contínuo da Digital Extremes. A Boss Key também pretende apostar em uma nova campanha de marketing para falar sobre as qualidades do título, o que vai exigir que Bleszinski mude sua postura em redes sociais.

“Eu posso ser bem arrogante e muito áspero nas mídias sociais. Percebendo isso, você sabe, temos uma base de jogadores muito jovem. Tem sido um período de aprendizado. Eu vou continuar iterando o game, continuando adicionando a ele. E tentar ser menos babaca, honestamente”, conclui.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.