Criador do parkour ajudou no desenvolvimento de Dying Light

Criador do parkour ajudou no desenvolvimento de Dying Light

Último Vídeo

Uma comparação constante que Dying Light não consegue evitar é com Mirror’s Edge e Dead Island devido à grande semelhança entre eles. A associação ocorre por conta da forte presença de parkour nas mecânicas de jogo, esporte no qual os atletas superam obstáculos urbanos de forma rápida e fluida.

Aproveitando este tão comentado elemento, a desenvolvedora convidou David Belle, o criador do parkour, para cooperar e testar a dinâmica de movimentos de Dying Light, tudo para entregar uma experiência fidedigna e imersiva aos jogadores. Você pode conferir a entrevista no vídeo abaixo:

Trabalho realizado em conjunto com a fonte

David Belle já participou de muitos filmes como ator, dublê e coordenador, como “Distrito 13”, “Carga Explosiva 2” e “Missão Babilônia”. A Techland aproveitou toda a experiência de Belle para supervisionar a captura de movimentos e experimentar o game, que tem como objetivo proporcionar uma experiência próxima à realidade. E como visto na entrevista, eles conseguiram.

“Eu já testei muitos jogos que utilizam parkour, mas nunca vi um em que a experiência seja tão real. É como praticar o esporte sem o risco e as consequências”, segundo David. O criador do parkour também se impressionou com a experiência do jogo em conjunto com o acessório Oculus Rift.

Se você está ansioso por Dying Light, uma das promessas de 2015, saiba que o game tem a aprovação pessoal do pai do parkour. O jogo está previsto para sair dia 27 de janeiro deste ano, vulgo terça-feira da semana que vem.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.