Após crítica à CNB, LEP se desculpa: “Errei com a escolha de palavras”

Após crítica à CNB, LEP se desculpa: “Errei com a escolha de palavras”

Último Vídeo

No “Depois do Nexus” desta última segunda-feira (17), o jogador da CNB LEP criticou as ações tomadas pela organização neste segundo split do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL). “Acho que a organização fez algumas decisões que foram ruins, aí depois a comissão técnica fez algumas coisas que foram ruins. Às vezes faltou um pouco mais de dedicação da parte deles e isso vai para os jogadores também", esbravejou.

Confira no vídeo abaixo:

Após a grande repercussão dos seus comentários, o top laner divulgou um texto no Twitter para esclarecer a sua fala no programa. “Analisando várias vezes os meus comentários eu consegui ver que errei com a escolha de algumas palavras e, consequentemente, houve um erro de interpretação enorme da comunidade”, afirmou. Segundo LEP, o erro não foi apenas da comissão, mas os jogadores também tiveram grande parcela de culpa na má atuação da equipe no campeonato.

Uma das críticas do ciberatleta foi a mudança da posição de jogadores, no meio do campeonato, para ver se melhorava o rendimento da equipe. No programa, ele afirmou que a ideia partiu da organização e que, além de ser contra, achava uma loucura fazer esse tipo de mudança durante o torneio. No texto de esclarecimento ele explicou que “ em nenhum momento nos obrigaram a realizar essas mudanças”.

Por causa das más atuações da equipe no CBLoL, a CNB demorou para acertar o melhor lineup ao time

Por causa das más atuações da equipe no CBLoL, a CNB demorou para acertar o melhor lineup ao time. Até a quarta rodada, eles não tinham repetido sequer uma vez a escalação que entrava no jogo. Porém, o que mais impressionou o público não foi a utilização de reservas no lugar dos jogadores titulares, mas sim a mudança da posição de jogadores, o que LEP chamou de loucura.

Para justificar o posicionamento do top laner, ele usou o exemplo da INTZ. “No começo do campeonato a INTZ estava muito mal. Hoje, para mim, a INTZ é o melhor time do CBLOL e não teve que mudar nenhum jogador. Era só insistir nos caras e trabalhar no que eles estavam falhando". No momento, a CNB está utilizando Vash (que é mid laner de ofício) como caçador, já utilizou Wos (que é suporte) como caçador e Minerva (que é caçador) como suporte.

Além das mudanças dos jogadores, a CNB trocou de comissão técnica. Segundo LEP, a forma de trabalho de Strong não era a mais adequada para os jogadores e isso prejudicou no desempenho da equipe, inclusive.

“O Strong entende bastante do jogo, mas queria trabalhar sozinho. Às vezes ele tinha uma opinião, o jogador tinha outra e ele falava que ‘você vai fazer o que eu falo’. Isso às vezes gerava um desconforto com alguns jogadores. Até ficou um clima ruim entre ele e alguns jogadores”, informou LEP. Com o afastamento do treinador britânico, Gafone é quem está liderando a equipe no campeonato.

A luta contra o rebaixamento

A equipe de LoL da CNB vive uma das piores etapas da sua história. Até a sexta rodada do campeonato, duas equipes não tinham vencido nenhum jogo e amargavam a última posição da tabela: CNB e T Show. O péssimo rendimento no campeonato trouxe um recorde ingrato: as duas igualavam a maior quantidade de derrotas seguidas, 10.

O confronto entre os dois lanternas ocorreu apenas na sexta rodada. Dessa vez, a experiência dos jogadores da CNB falou mais alto e eles venceram da T Show por 2/0. Assista aqui ao jogo 1 e aqui ao jogo 2). Com o resultado, a equipe de LEP se afasta do rebaixamento direto e provavelmente vai ter que disputar a permanência no CBLoL contra o segundo ou terceiro colocado do Circuito Desafiante – espécie de série B do campeonato brasileiro.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.