Voxel

Críticas de BF3 foram determinantes na reformulação de Battlefield 4

Último Vídeo

Img_normal

“Acho que acabamos tropeçando em algum lugar na estrada da ‘acessibilidade’”, admitiu Lars Gustavsson, diretor criativo de Battlefield 4, durante entrevista ao site VG24/7. O comentário do executivo faz referência ao primeiro título da franquia, lançado nos idos de 2002 (BF 1942). E, também conforme revelou Gustavsson, a contribuição da comunidade fã de BF3 foi determinante na implementação de melhorias em BF4.

“Fizemos uma infinidade de coisas em Battlefield 4. Ouvimos novamente o feedback de Battlefield 3. Fizemos muitos testes; alguns deles foram simples, relacionados apenas à latência e assuntos do tipo”, comentou o diretor. “As pessoas estavam atrás de um inimigo; elas pensavam que uma morte perfeita tinha sido ‘emplacada’, mas, com a latência, tudo se tornava uma bagunça”, reconheceu Gustavsson.

Esse problema, comumente reportado por jogadores de Battlefield 3, não vai mais atazanar a jogatina de quem aguarda ansiosamente o lançamento de Battlefield 4. Agora, além da diminuição das taxas de latência, o menu spawn foi remodelado; na maioria dos jogos de FPS, a morte acontece em locais aleatórios. Haverá, em BF4, “uma escolha. Tentamos mostrar isso de um jeito muito mais visual. Então fizemos testes rigorosos”, explicou o entrevistado.

Img_normal

Um misto de orgulho e ceticismo

Por apresentar um nível de dificuldade relativamente alto, jogadores iniciantes acabam enfrentando problemas na hora de dividir o campo de batalha com adversários. “Então tentamos deixar os set-ups bastante legíveis e fáceis de entender – a partir disso, você vai conseguir destravar os recursos que mais lhe agradam. Assim, muita coisa de Battlefield 3 foi levada para o game [BF4]”, destacou o executivo.

“Para quem ‘atinge níveis elevados’ em Battlefield 3, isso é bacana, mas o outro grupo não se sentirá tão à vontade”; Gustavsson refere-se aos jogadores que valorizam a complexidade do jogo. Ele afirma, ainda, que a DICE está orgulhosa da reputação adquirida pela franquia e não vai sacrificar-se em função de uma maior acessibilidade.

Img_normal

Mas não significa que há apenas um jeito de se jogar Battlefield. “Temos muitos modos que não requerem, sequer, pontuação ou têm o foco sobre o teamplay. É você consigo mesmo, com suas próprias taxas de mortes. Mas, se você quiser, até mesmo no modo mais complexo é possível traçar uma carreira de ‘lobo solitário’”, pontuou o diretor criativo de BF4.

Battlefield 4 será lançado aos consoles PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360, Xbox One e também aos PCs logo ao final deste mês. E aí, ansioso?

Fonte: VG24/7

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.