Voxel

Dark Souls será um jogo difícil de forma a ser valorizado, afirma diretor

Último Vídeo

Img_normal

Em uma prévia publicada pela revista japonesa Dengeki PlayStation, o diretor de Dark Souls, Hidetaka Miyazaki, afirmou que o título não será fácil de ser jogado. Para ele, porém, isso significa algo positivo, já que cada descoberta e obstáculo superado terão um valor especial para o usuário. Segundo o diretor, o objetivo é criar um game “desafiador”, que deve ter mais de 60 horas de duração.

Dark Souls será um RPG cujo foco principal cairá sobre as decisões morais. Por meio de um sistema de “Juramentos” (Oaths), o jogador poderá se comprometer ou não com personagens encontrados durante a aventura, definindo assim seu alinhamento e a visão dos NPCs sobre o protagonista.

Outro ponto fundamental do título são os itens de cura. Miyazaki afirma que eles desempenham um papel importantíssimo durante o game, e gerou um trabalho árduo da equipe de produção para posicioná-los nos locais “corretos”, de forma que o jogador tenha que trabalhar para obtê-los. Para facilitar a vida dos novatos foi desenvolvido o sistema de acampamentos, que permitem a criação de poções para recuperar energia.

Os desenvolvedores da FromSoftware tiveram, como principal motivador, a resposta dos fãs de Demon’s Souls, e espera entregar um game à altura das expectativas. Porém, como a expectativa é que o título surpreenda o jogador, o fluxo de informações divulgadas ao público foi drasticamente reduzido. Os aspectos liberados até agora representam 5% de todos os detalhes envolvidos na produção.

Dark Souls chega ao PlayStation 3 e Xbox 360 no final deste ano.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.