Defiance se torna “gratuito para jogar” no Xbox 360

Defiance se torna “gratuito para jogar” no Xbox 360

Último Vídeo

O shooter multiplayer Defiance acaba de se tornar free to play (gratuito para jogar) também no Xbox 360. O game já havia assumido o formato no PC há alguns meses — tornando-se gratuito também no PlayStation 3 — e agora, conforme anúncio oficial da desenvolvedora Trion, também será possível experimentar o universo baseado no seriado homônimo sem precisar abrir a carteira — ao menos no início.

Basicamente, em vez de cobrar pelo jogo completo, Defiance agora permitirá que você comece a jogar a campanha principal gratuitamente. Para continuar com a história, todavia, será necessário comprar os pacotes extras — divididos por episódios ou por temporadas completas.

Mimos extras para os pagantes

Quem já possui o jogo, entretanto, ganhará uma série de mimos. Trata-se de slots extras, itens variados, moeda para gastar dentro do game, inventário expandido e todas as tradicionais benesses que normalmente aparecem quando um título altera sua fórmula de monetização — a fim de que quem já pagou não acabe se sentindo meio idiota, por assim dizer.

Ademais, nada foi dito ainda sobre uma possível implementação do novo formato nas versões para PlayStation 4 e Xbox One do game. Seja como for, o futuro parece ser auspicioso: a versão televisionada da história acaba de ser renovada por mais uma temporada, devendo ganhar 13 episódios inéditos em 2015.

Defiance foi originalmente lançado em abril de 2013 para PC, PlayStation 3 e Xbox 360. A trama se passa em San Francisco (Califórnia, EUA), 15 anos depois de as Pale Wars devastarem a Terra por conta de um embate com a raça alienígena conhecida como Votanis Collective — cujo modus operandi parasitário buscava um novo lar após a destruição de seu próprio sistema solar. Em meio ao pandemônio, você assume o papel de um dos “Ark Hunters”, contratados por uma iniciativa privada para rastrear tecnologia alienígena.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.