Voxel

Desenvolvedor de Timesplitters: “shooters não dão dinheiro”

Último Vídeo

Fonte: Reprodução/CVG
O cofundador da Free Radical, Steve Ellis, disse que não há mais espaço no mercado de shooters para nenhum outro game que não se trate de um novo Call of Duty ou outro Battlefield. Ellis, que foi um dos responsáveis pelo sucesso GoldenEye 007, do Nintendo 64, acredita que os novos títulos não têm como competir com os atuais líderes de mercado.

De acordo com o site The Edge, Steve, que desenvolveu o multiplayer de GoldenEye e depois trabalhou no sucesso Timesplitters, afirma que todos os FPS estão destinados a perder dinheiro. Como exemplo, Ellis citou Crysis 2, que não chegou nem perto de recuperar os recursos que foram investidos para o seu desenvolvimento. Por essa razão, as publicadoras perderam o interesse em trabalhar em novos shooters.

“Não há interesse em fazer algo que fuja das regras convencionais do gênero —  ninguém quer tentar fazer algo diferente por causa do grande risco envolvido e do grande custo de produção”, diz Ellis. A reclamação do desenvolvedor é em parte fruto de ele ter passado o ano de 2008 tentando encontrar uma publicadora para Timesplitters 4 e não ter conseguido nenhuma resposta positiva.

Depois desse insucesso, a Free Radical foi comprada pela Crytek e Steve Ellis deixou a companhia para fundar o estúdio Crash Lab. Agora ele se dedica apenas a aparelhos móveis.

Fonte: Edge

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.