Voxel

Desenvolvedor de Titanfall explica as vantagens da nuvem que a Microsoft vai utilizar

Último Vídeo

Img_normal

Titanfall foi uma das cartas na manga da Microsoft para o pelotão de games exclusivos do Xbox One (além do Xbox 360 e PC). O belíssimo game da Respawn apresentou ótimos gráficos e um esquema de ação bastante dinâmico para os padrões de um shooter – que inclusive lembra Crysis, com muitos pulos e rapidez de movimentos. O que o game será capaz de fazer graças à tecnologia na nuvem que a Microsoft está preparando para o Xbox One é algo que empolga Jon Shiring, desenvolvedor do game.

No blog de desenvolvedores da Respawn, Shiring destacou as características de servidores de hospedagem peer-to-peer (P2P) e dedicados. Ele frisou que os dedicados são superiores, porém muito caros, e na sequência elogiou a tecnologia na nuvem, que seria uma espécie de meio-termo.

“A equipe do Xbox veio até nós com uma forma de rodarmos todos esses servidores dedicados de Titanfall e intensificar o jogo com mais CPU do servidor e mais banda larga, o que permite que tenhamos mundos maiores, mais física, bastante IA e potencialmente muito mais que isso”, afirmou Shiring no blog.

Img_normal

Em seguida, o desenvolvedor endossou a tecnologia na nuvem da qual o Xbox One fará uso. “A nuvem da Microsoft de alguma forma potencializa os jogos. Toda nuvem consiste em um aglomerado de servidores prontos a rodar para qualquer que seja o objetivo”, disse.

“O melhor de tudo é que a Microsoft tem centrais de dados espalhadas pelo mundo todo, então qualquer um que estiver jogando Titanfall certamente terá uma conexão constante e de baixa latência. Isso permitiu a nós pressionar os limites da jogatina multiplayer. É incrível”, elogiou. “Queremos explorar novas ideias e permitir que os jogadores façam coisas que nunca puderam fazer antes”, completou.

Titanfall está programado para 2014 e será exclusivo ao Xbox 360 e Xbox One, chegando também ao PC.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.