Voxel

Para desenvolvedor, Quantum Break é exclusivo mais ambicioso do Xbox One

Último Vídeo

A Remedy, desenvolvedora por trás de Alan Wake, está produzindo seu projeto mais ambicioso: Quantum Break, exclusivo do Xbox One para este ano, promete utilizar as capacidades do console ao extremo.

Sam Lake, diretor-criativo do projeto e já conhecido pelo seu trabalho na franquia Max Payne, deu uma entrevista no YouTube falando mais sobre os detalhes do shooter: a garantia é que todo o conhecimento adquirido pela Remedy durante o desenvolvimento será utilizado para criar a melhor experiência já feita pela companhia.

Lake falou um pouco sobre as mecânicas principais do título, que focam na manipulação do tempo a favor do jogador. “Nós contratamos um físico e o levamos para dentro do estúdio. Explicamos nossas ideias uma por uma, e ele justificou como a física e a física quântica moderna se enquadram nisso”, explicou. Porém, as coisas não saíram como o esperado: “Muitos detalhes apenas passaram batidos por nós e precisaram voltar para a mesa de trabalhos”.

Inclusive, os fãs de viagem no tempo podem ficar tranquilos em relação aos paradoxos e impossibilidades que sempre permeiam esse tipo de tema nas mídias. “O ponto mais importante é criar um conjunto de regras e se manter fiel a isso”, explicou Lake.

TV e viagem no tempo

Além de ser um game de ação completo, Quantum Break possui uma vertente interessante em sua maneira de contar história: parte do enredo é narrada por um seriado de TV, com atores reais.

Ao descrever como foi conectar todos os pontos do projeto, unindo o jogo e os episódios em uma única narrativa, Lake adiantou que o que foi visto em Alan Wake serviu como base. Apesar disso, Quantum Break é ainda maior e mais ambicioso nesse aspecto — mesmo sendo uma evolução lógica para a empresa.

Para os jogadores poderem ter acesso a todos os detalhes e todas as possibilidades oferecidas em Quantum Break, será preciso zerar o título diversas vezes.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.