Desenvolvedor de A Way Out não se arrepende de críticas no Game Awards
291
Compartilhamentos

Desenvolvedor de A Way Out não se arrepende de críticas no Game Awards

Último Vídeo

Um dos momentos mais marcantes da mais recente edição do The Game Awards aconteceu quando um dos desenvolvedores de A Way Out subiu ao palco. Surpreendendo ao anfitrião Geoff Keighley, Josef Fares usou seu tempo para criticar a premiação do Oscar e falar que a Electronic Arts é uma boa empresa para se trabalhar junto, mesmo tendo feito besteiras ultimamente.

Em uma entrevista à Polygon, Fares afirma não ter se arrependido e que tudo o que aconteceu no palco é uma expressão de quem ele é. “Não posso mudar quem eu sou”, afirmou. “É muito difícil controlar. Quando eu fico animado, é como — é difícil de controlar. É algo quase como: na minha cabeça eu quero dizer algo, mas minha boca, de certa forma, faz tudo sair”.

"É algo quase como: na minha cabeça eu quero dizer algo, mas minha boca, de certa forma, faz tudo sair”

O desenvolvedor afirma ter ficado emocionado com o momento, mas que falaria as mesmas coisas independentemente da situação. Segundo ele, a crítica ao Oscar foi feita na tentativa de tratar do complexo de inferioridade que muitos membros da indústria de games têm em relação a artes mais estabelecidas, como filmes e programas de televisão.

“Isso é um exemplo”, explicou Fares. “Não é como se eu tivesse algo contra o Oscar. Mas há muita conversa do tipo, você sabe, ‘isso é como o Oscar’. Assim, o Oscar, o Game Awards, ‘estamos tentando ser que nem o Oscar’. Eu quero dizer, vamos lá, cara. Quer dizer, é hora de as pessoas entenderem que os jogos são uma forma de arte séria”.

Geoff Keighley se manifesta

Criador e anfitrião do Game Awards, Geoff Keighley afirma entender as ações de Fares, especialmente em relação às suas críticas à premiação de Hollywood. “Jogos são uma grande força no campo do entretenimento, no entanto eles não têm o respeito que merecem”, afirmou.

A Way Out

“De diversas formas, não precisamos ser ‘o Oscar dos games’ ou trazer essa comparação como forma de validação ou legitimidade. O Game Awards é distinto e bem-sucedido de sua própria maneira”, continuou Keighley. Em 2017, a premiação quase triplicou o número de streams simultâneos, chegando a atingir 11,5 milhões de pessoas — em 2016, 3,8 milhões de espectadores acompanharam a premiação ao vivo.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.