Desenvolvedores preferem que jogos sejam pirateados do que comprados na G2A

Desenvolvedores preferem que jogos sejam pirateados do que comprados na G2A

Último Vídeo

Após entrar em conflito com empresas como a TinyBuild e a Gearbox, a revendedora de chaves G2A voltou a ser criticada por desenvolvedores. Segundo Mike Rose, desenvolvedor de Descenders, a loja pagou para que seus anúncios surgissem por primeiro nos resultados de busca do Google e todas as aquisições feitas através dela não revertem nenhum dinheiro aos desenvolvedores.

“Fazemos zero de dinheiro se você compra nossos jogos pelos anúncios”, afirmou ele no Twitter, mostrando que não há como desligar as propagandas da G2A. “Por favor, se você vai comprar um jogo pela G2A, só o pirateie! Genuinamente! Os desenvolvedores não veem um centavo de qualquer maneira, então preferimos que a G2A não veja esse dinheiro também”.

Prejuízo a desenvolvedores

Action Henk, da Squid Games, e Rami Ismail, da Vlambeer, concordaram com Rose e afirmaram que as compras feitas pela G2A trazem ainda mais prejuízos. Segundo eles, é comum ter que fornecer um atendimento ao consumidor adicional a pessoas que acabam se deparando com chaves falsas ou que já foram usadas anteriormente.

Paul Kildfuff-Taylor, da Mode 7, lembrou que o sistema de vendas está fazendo várias atividades para promover seus 5 anos de existência. Embora no passado a empresa tenha prometido mudar e aprimorar seus sistemas para evitar falsificações, parece que a opinião geral entre desenvolvedores é que “nada mudou”.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários