Desenvolvedores vão ter que pagar US$ 100 para se autopublicar no Steam

Desenvolvedores vão ter que pagar US$ 100 para se autopublicar no Steam

Último Vídeo

A Valve anunciou oficialmente nesta sexta-feira (2) seus planos para o Steam Direct, ferramenta que visa substituir o sistema Greenlight. A partir de agora, desenvolvedores interessados em entrar no sistema de distribuição vão ter que pagar uma taxa de US$ 100 para se autopublicar.

O sistema opera de forma um tanto diferente do Greenlight, que permitia múltiplas publicações mediante um único pagamento do mesmo valor — a taxa vai ter que ser paga a cada projeto enviado. Em contrapartida, a empresa promete devolver esse valor integralmente, contanto que a renda gerada por um jogo exceda esse valor.

A proposta da “taxa de entrada” é impedir que desenvolvedores que compram assets repetidos ou produzem títulos de baixa qualidade ganhem espaço no Steam. O valor também se mostra baixo o suficiente para não prejudicar equipes pequenas que trabalham em projetos com boa qualidade: anteriormente chegou-se a cogitar que a taxa cobrada poderia ser de US$ 5 mil.

a Valve afirmou que, internamente, acreditava que US$ 500 era o valor mais adequado

Durante o anúncio, a Valve afirmou que, internamente, acreditava que US$ 500 era o valor mais adequado. No entanto, Alden Kroll afirma que o debate público “realmente desafiou” a empresa a encontrar uma taxa que não era a menor possível, mas que era alta o suficiente para funcionar de maneira efetiva.

Junto ao Direct, a companhia vai continuar investindo em seus sistemas de descoberta e usando auxílio humano para dar mais destaque a títulos atraentes aos consumidores. Até o momento, a companhia não estabeleceu quando o Greenlight finalmente vai apagar as luzes para dar lugar à nova solução.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.