Destiny: Iron Banner pode sofrer alterações por demanda dos jogadores

Destiny: Iron Banner pode sofrer alterações por demanda dos jogadores

Último Vídeo

A despeito de ter amealhado uma quantia respeitável de jogadores, o evento PvP (jogador contra jogador, na sigla em inglês) de Destiny Iron Banner parece ter passado longe de agradar a gregos e a troianos — tanto que a Bungie pode acabar alterando algumas regras básicas para futuras edições.

Isso porque o convite do Lord Saladin acabou deixando uma série de Guardiões consideravelmente confusos em relação aos diferenciais para se levar a melhor em Iron Banner. Basicamente, em uma forma de equilibrar as coisas — e tornar o evento mais acessível para níveis variados de jogadores —, a desenvolvedora negligenciou consideravelmente discrepâncias de nível e de habilidades.

Dessa forma, os jogadores que esperavam “brilhar” por conta do alto nível do personagem e das armas acabaram um tanto... Contrariados. “Nós não queríamos que os jogadores tivessem que terminar o Vault of Glass para poder competir”, disse o designer sênior de Destiny, Derek Carrol, em postagem oficial no blog da Bungie.

Ele continua: “Na verdade, nós disponibilizamos o que nos sentimos que seria uma experiência competitiva para todos — não apenas para os jogadores com um alto nível de personagem. A força com certeza tem importância, mas o mesmo vale para as habilidades [do jogador]”. Dessa forma, a solução encontrada foi adicionar o poder do personagem à mistura, “evitando que o Crucible se torne uma cidade fantasma e equacionando as coisas em um nível razoável.”

80% habilidade pessoal, 20% armas

Ainda na referida postagem, Derek Carrol coloca a coisa em números. “A sua habilidade representa aproximadamente 80% para a sua vitória”, diz ele, “mas os 20% restantes seriam incrivelmente difíceis caso você não tivesse à mão as armas em que confia”.

Dessa forma, enquanto um alto nível de defesa acaba por minimizar o dano sofrido de um jogador de nível inferior, muito ataque nos seus armamentos — ou um alto nível do personagem nas habilidades — acaba por “neutralizar as vantagens que jogadores de nível mais alto teriam sobre você”.

Chat por voz e novas regras para Lord Saladin

A despeito da explicação cuidadosa sobre o equacionamento das forças no PvP de Destiny, a Bungie certamente parece inclinada a levar em conta o feedback negativo da comunidade online. “É bastante provável que Lord Saladin jogue por regras diferentes da próxima vez em que nós reservarmos um espaço para ele na Torre”, disse o gerente de comunidades da desenvolvedora, David “Deej” Dague em postagem oficial.

Dague também mencionou revisões no chat por voz e no sistema de matchmaking — algo que é pedido há algum tempo pela comunidade. “Eu tenho ouvido conversas sobre opções de chat por voz”, diz o sujeito. “Eu também tenho ouvido rumores sobre companheiros de partida podendo dialogar entre si. Algum dia.”

Números de Destiny até agora

David Dague aproveitou ainda a ocasião para mostrar alguns números de Destiny após o seu primeiro mês de prateleiras. Confira abaixo:

  • Destiny tem uma média de 3,2 milhões de jogadores por dia;
  • O tempo médio de jogatina é de aproximadamente três horas por dia — mesmo em fins de semana;
  • Os jogadores encaram Destiny uma média de 1,8 vez ao dia;
  • Em média, os jogadores de Destiny já jogaram 20,9 vezes; e
  • Nas últimas três semanas, houve mais jogadores online em Destiny do que no mesmo período de Halo 3 e de Halo: Reach combinados.

Destiny é o novo projeto da desenvolvedora Bungie, tornada célebre pela franquia Halo. Em uma realidade pós-apocalíptica, o game oferece diversos modos competitivos e colaborativos — além de várias possibilidades de personalização. Em nossa análise, nós classificamos o game como “Raso, repetitivo e assombrosamente viciante. Destiny oferece muita diversão em seus vários modos multiplayer, mas não é nenhuma experiência definitiva”.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.