Destiny supostamente tinha uma história bem diferente em 2013

Destiny supostamente tinha uma história bem diferente em 2013

Último Vídeo

Você já deve ter visto por si mesmo ou ouvido falar por aí que a trama de Destiny não é nenhuma obra-prima shakespeariana. Foi uma grande surpresa ver que a Bungie, responsável pelos excelentes enredos de Halo, tenha entregado uma história tão superficial em Destiny, tão... Boba.

Acontece que em um universo paralelo essa história tomou outros rumos. Pelo menos é o que indica uma publicação deletada do Reddit em que alguém, supostamente convidado pela Bungie para testar o jogo durante seu desenvolvimento inicial, fala que a trama do jogo era bem diferente.

É claro que não é nada oficial, mas a curiosidade nos leva a querer saber mais sobre esse rumor, não é mesmo? Se você ainda não terminou a campanha, avisamos que abaixo há potenciais spoilers, por isso: leia por sua conta e risco.

 A história não contada

Aparentemetne, Destiny era focado em outro personagem chamado “O Corvo” (“The Crow”, em inglês — não tem nada a ver com o nome latino “Corvo” de Dishonored) no lugar da Estranha exo. O jogador é então sequestrado na Terra pelo grupo desse renagado, uma equipe formada por ex-guardiões sem fantasmas, da qual fazem parte o Porta-Voz, a Estranha, e mais dois ou três guardiões.

De acordo com a pessoa que vazou as informações, o Viajante, além de contraponto da Treva, seria a própria causa da entidade maligna. Ele teria transportado a Treva junto com ele para a Terra, causando o cataclismo que deu fim à Era Dourada. Em algum momento, o jogador iria para Vênus para recuperar um olho de um Senhor do Portal, que conteria a existência de uma poderosa inteligência artificial.

Após ficar dez horas jogando, o usuário do Reddit disse que acontece uma nova virada na história. Essa inteligência artificial estaria apontando para a Porta do Inferno, na Lua. Lá dentro, haveria uma super arma capaz de tirar o Viajante de seu estado de inércia. Sem dúvida, uma série de eventos bem mais interessante que o enredo excessivamente estável que chegou a nós na versão final do game.

Será que é real?

O site IGN lembra que no primeiro documentário sobre Destiny a Bungie exibe seu aplicativo para celular. Na cena, é possível ver rapidamente na tela uma missão em que o jogador deveria “ajudar o Corvo a pilhar o arquivo da academia”. Logo, o personagem provavelmente existiu.

Na versão Alpha, havia a Câmara do Serafim e, no documentário, áreas com mais folhagens eram mostradas na Terra. Ou essas áreas faziam parte dessa história ou estarão presentes nas duas já anunciadas expansões do jogo.

Outra pista que reforça o rumor de que havia uma trama diferente foi a saída de Joseph Staten da Bungie. Staten trabalhou por 15 anos na empresa como roteirista e é claro que é especular, quando supomos que sua saída tenha afetado o rumo da história do game, mas... Há sempre uma possibilidade.

Para saber mais pistas sobre o que poderia estar chegando nas futuras expansões de Destiny, veja nossa notícia reunindo todas as informações sobre o assunto. Caso você esteja perdido ou indeciso sobre o jogo, não deixe se situar conferindo nossa análise completa.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.